No campo mexicano, o milho é o atacante na agricultura

Copa do mundo agro

No campo mexicano, o milho é o atacante na agricultura

Em busca do título de campeão do mundo, o próximo adversário do Brasil será o México, nesta segunda-feira (02.07)
Por: -Aline Merladete
2257 acessos

Se compararmos com a importância dentro de campo, o milho certamente seria o atacante, dentre muitas culturas desenvolvidas ao longo do território mexicano, as produções que mais se destacam são: milho, feijão, algodão e café. Na pecuária, a principal criação é de bovinos, o país conta com um rebanho de aproximadamente 30 milhões de cabeças. Grande parte, criados de forma extensiva, ou seja, os animais ficam soltos sem receber maiores cuidados em enormes áreas de pastagens nativas.

Os compradores mexicanos importaram um total de mais de 583 mil toneladas de milho brasileiro no ano passado um salto de 970 por cento em relação a 2016, de acordo com dados do Serviço de Informações Agropecuárias e Pescas do México (SIAP). As compras ocorreram todas nos últimos quatro meses do ano passado.

O México tem sido o maior importador de milho dos Estados Unidos e é o segundo maior comprador de soja daquele país. 

Assim como a maioria dos países emergentes ou em desenvolvimento do mundo, o México possui uma economia com uma forte ligação com as atividades agropecuárias. Mesmo com a intensificação da atividade industrial ocorrida nas últimas décadas.

Nos primeiros anos do século XXI, pelo menos 20% da população economicamente ativa do país integrava a atividade primária, mais especificamente, a agropecuária. Algumas adversidades naturais, como a irregularidade do relevo e o clima árido, dificultam a expansão produtiva do setor agropecuário no México. Por isso, somente 20% das terras do país são propícias ao desenvolvimento da agricultura e da pecuária. Essas terras se encontram em uma área de formação vulcânica com solos férteis, além disso, o clima favorece essa prática, com chuvas bem distribuídas durante o ano e temperaturas amenas.

Em geral, a produção agropecuária apresentada acima tem como destino o abastecimento do mercado interno. Nesse caso, a mesma é desenvolvida em pequenas propriedades ou em fazendas coletivas, as quais desenvolvem a atividade de forma tradicional, com aplicação de técnicas rudimentares. Devido a esse fator, os índices de produtividade são baixos. A exportação de produtos agropecuários fica na responsabilidade de grandes propriedades rurais.

O México é um dos três países da Concacaf classificados para  Copa do Mundo de 2018 , na Rússia. Nas Eliminatórias do continente, o time entrou direto na quarta fase e ficou na liderança tranquila do grupo que tinha Honduras, Canadá e El Salvador. Depois, no hexagonal final, voltou a fazer grande campanha e terminou novamente como líder, cinco pontos à frente da Costa Rica, segunda colocada, e oito à frente do Panamá, terceiro na tabela.

Em busca do título de campeão do mundo, o próximo adversário do Brasil será o México, nesta segunda-feira (02.07).  E agora, qual é a sua aposta? 
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink