Nova Ubiratã/MT alerta para novas regras para produção leite

Agronegócio

Nova Ubiratã/MT alerta para novas regras para produção leite

A medida objetiva aumentar a qualidade do produto
Por:
1101 acessos
A Secretaria de Agricultura de Nova Ubiratã está iniciando uma campanha para alertar os produtores de leito do município sobre as novas regras do Ministério da Agricultura em vigor a partir deste domingo (1°/1) para aumentar o rigor para a produção de leite.


O secretário Paulo Maier explica que a Instrução Normativa nº 62, publicada nesta sexta-feira (30/12) no Diário Oficial da União, fixa um escalonamento de prazos e limites para a redução de Contagem Bacteriana Total (CBT) e Contagem de Células Somáticas (CCS) até o ano de 2016.

“As novas regras determinam, por exemplo, que o local onde o gado é mantido tenha piso impermeável a fim de facilitar a limpeza e o escoamento da água, além do controle de temperatura para a pasteurização do leite na média de 4 graus Celsius”, ressalta Maier. Ele acrescenta que para a ordenha (retirada do leite) será necessário definir um local próprio.


A medida objetiva aumentar a qualidade do produto. “O governo pretende aprimorar o controle sanitário do rebanho, no que se refere a doenças, como brucelose e tuberculose, além de obrigar que seja feita análise para pesquisa de antibióticos, por exemplo, no leite”, avalia o secretário.

Pelas regras para a região Centro-Oeste, os produtores de Nova Ubiratã terão novos limites para CBT e CCS. Atualmente, esses índices podem chegar a 750 mil por mililitro. Mas a partir de janeiro a tolerância será de até 600 mil por mililitro. As regras no Norte e Nordeste só serão exigidas a partir de janeiro de 2013. Na região Sul também começam a partir de 2012.


Aumento da produção

Graças aos investimentos tecnológicos e a oferta de mão-de-obra qualificada oferecidos pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Nova Ubiratã desponta como um dos maiores produtores de leite da Nortão de Mato Grosso.

Conforme Paulo Maier, a partir de janeiro Nova Ubiratã passará a produzir cerca de 200 mil litros de leite por mês. Em fevereiro de 2011, quando o secretário assumir a pasta da Agricultura, o município produzia apenas 54 mil litros mensais.

Após realizar um diagnóstico completo sobre o rebanho leiteiro, Maier contratou o técnico veterinário Ricardo Bratz e investiu em tecnologias visando a sanidade e a melhora genética das vacas. Em junho a produção disparou para 82 mil litros.

“Todo esse sucesso é resultado do acompanhamento ginecológico, orientações ao produtor sobre pastagem, aplicação de vacinas, alimentação e gestão da propriedade”, comemora Paulo Maier, acrescentando que a Secretaria de Agricultura também repassou aos produtores uma ensiladeira para garantir a alimentação do gado durante a estiagem.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink