Novo herbicida na Argentina combina 2 moléculas, 1 inédita
CI
Imagem: Germani Concenço
MERCOSUL

Novo herbicida na Argentina combina 2 moléculas, 1 inédita

É incorporado de forma muito simples ao solo com poucas chuvas
Por: -Leonardo Gottems

A multinacional Sumitomo Chemical anunciou o lançamento do Terbyne Max, um herbicida pré-emergente formulado à base de flumioxazina, molécula descoberta e desenvolvida pela agroquímica de origem japonesa. O produto possui ainda em sua formulação um outro novo princípio ativo: a terbutilazina.

A campanha do milho já está em pleno andamento da Argentina, mas muitos lotes ainda são implantados “tardiamente”. Essas lavouras precisam de atenção especial para evitar a proliferação de plantas daninhas antes da chegada da época de semear.

“A vantagem dessa combinação é que ao incorporar a flumioxazina, produto pertencente aos herbicidas PPO, consegue-se um tratamento diferenciado, pois incorpora um modo de ação alternativo no segmento de pré-emergência do milho. Isso dá a possibilidade de girar mais e melhor as ferramentas, e assim gerenciar melhor o problema de ervas daninhas difíceis”, comenta Lucas Díaz Panizza, Gerente de Marketing da Sumitomo Chemical.

De acordo com Panizza, “a combinação de princípios ativos proporciona um efeito sinérgico, um efeito de queima, um maior espectro de controle e maior residualidade, mesmo em combinação. Com outros herbicidas, como os hormonais, gramicidas, como o S-metolacloro, ou dessecantes como o paraquat, com os quais tem excelente compatibilidade”.

Além disso, devido à sua formulação, é incorporado de forma muito simples ao solo com poucas chuvas, situação que não ocorre em seus concorrentes, fator fundamental nesta temporada em que o fenômeno La Niña se desenvolve com condições de chuvas abaixo normal.

Outro diferencial é a flexibilidade de uso, pois possui uma ampla gama que permite ser utilizado durante todo o ano seguindo as recomendações, em diversas safras, sem problemas. A Sumitomo Chemical posiciona Terbyne Max como “a nova força para o seu milho”.

Segundo Díaz Panizza, a dose recomendada é de 2 litros por hectare, com adição de 1,3 litro de Chronatol (S-metolacloro), e sua aplicação é recomendada até dez dias antes da semeadura do milho. Seu espectro de controle é amplo: está registrado para Conyza (ramo preto), Amaranthus (yuyo vermelho), Parietaria e outras ervas daninhas (Echinochloa, Eleusine, Lolium, Chloris) e crucíferas (Brassica).

De acordo com os testes realizados, o Terbyne Max geralmente atinge mais de 80% de controle em até 60 dias após a aplicação, o que significa uma diferença significativa em relação aos produtos do mesmo segmento no mercado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.