O que afasta os compradores de milho do RS?
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MERCADO

O que afasta os compradores de milho do RS?

O milho do Mato Grosso do Sul reduziu mais um real/saca
Por: -Leonardo Gottems

Com uma capacidade de armazenagem não muito grande, os compradores de milho do Rio  Grande do Sul, depois de comprarem muitos lotes no mercado local, no Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul estão bem tomados de matéria-prima e de caixa e, por isso, estão fora de mercado. De acordo com a TF Agroeconômica, essa parada não é anormal.

“Além disto, os preços estão caindo e, num mercado em queda, os compradores não se manifestam. Caindo porque o dólar está em queda e o milho importado está barato e caindo  porque choveu em alguns estados produtores, afastando o risco de quebra que havia até algumas semanas atrás. Então, se você não precisa comprar milho agora (porque tem estoques), a atitude correta é ficar fora de mercado”, comenta.

O milho do Mato Grosso do Sul reduziu mais um real/saca posto Oeste de Santa Catarina nesta quinta-feira. “No dia anterior os negócios feitos no MS com destino a Santa Catarina tinham ficado entre R$ 74,00 e R$ 75,00/saca. Nesta quinta-feira  ficaram entre R$ 73,00 e R$ 74,00/saca, CIF mais ICMS. Os preços na origem também recuaram, nesta quinta-feira (vide tabela do MS abaixo) e isto permitiu compras com preços um real a menos. Isto também está fazendo os preços dos vendedores locais cederem mais um pouco, para mais perto de R$ 80,00, embora ainda estejam muito altos, se comparados com os preços do milho mato-grossense e paraguaio, como se pode ver na tabela ao lado”, completa.

No Paraná, boas chuvas recuperam as lavouras e pressionam os preços. “Nesta semana houve boas chuvas em todo o estado, de Oeste a Leste, de Norte a Sul, melhorando a umidade dos solos e recuperando as lavouras, que já estavam sentindo estresse hídrico. Com relação aos preços, continuam inalterados: nos Campos Gerais vendedor a R$ 75,00, mas pouquíssimas ofertas, com compradores a R$ 70,00”, conclui.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink