Oficinas fortalecem trabalho dos comitês de bacias hidrográficas

Agronegócio

Oficinas fortalecem trabalho dos comitês de bacias hidrográficas

Ao todo, serão 16 oficinas, sendo quatro para cada comitê. As oficinas é uma das seis metas da parceria, e a capacitação se estende até o mês de agosto.
Por:
494 acessos

Fruto de uma parceria firmada entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e o Instituto Ecológica, a capacitação dos membros dos Comitês de Bacias Hidrográficas do Tocantins iniciou várias oficinas, nos municípios de Natividade, Porto Alegre do Tocantins, Dianópolis e Araguaína.  Ao todo, serão 16 oficinas, sendo quatro para cada comitê. As oficinas é uma das seis metas da parceria, e a capacitação se estende até o mês de agosto.
 
O principal objetivo dessas oficinas é a capacitação de 100 membros dos comitês, para o aprimoramento das ações desenvolvidas, fazendo com que seus trabalhos sejam facilitados, reconhecidos e valorizados. As capacitações darão foco também na gestão compartilhadas dos recursos hídricos e sua cobrança. Cada oficina terá duração de 16 horas, e serão realizadas na região das bacias hidrográficas dos Rios Formoso, Manuel Alves, Lontra e Corda e do Entorno da UHE Lajeado.
 
O papel dos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs), de acordo com o diretor de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos da Semarh, Aldo Azevedo, tem como princípio básico “ir além da descentralização administrativa, visando à promoção da cidadania, por meio da democratização das informações, ao estímulo à educação ambiental, à preservação das águas e à intensificação do processo participativo da sociedade civil organizada”. Ele entende que, desse modo, será facilitada a articulação direta entre poderes públicos e comunidade envolvida.
 
Após a capacitação dos membros dos CBHs, o próximo passo é disseminar as informações por meio da elaboração de cartilhas técnicas para multiplicar esse conhecimento nas comunidades, “facilitando e empoderando a população para a tomada de decisão, conforme os enquadramentos e a legislação vigente na gestão de águas”, sustenTtou a titular da Semarh, Meire Carreira.
 
Justificativa
Além da capacitação dos membros dos CBHs, em conjunto com o processo de comunicação e mobilização, “é interessante que sejam implementadas ações de capacitação sobre a Política de Recursos Hídricos para outros atores importantes”, disse um trecho do documento assinado entre a Semarh e o Instituto Ecológica. Esse conjunto de ações tem como objetivo sensibilizar a sociedade sobre os fundamentos da gestão de recursos hídricos, por exemplo, a bacia hidrográfica como unidade de planejamento e gestão.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink