OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir

Ovos

OVOS/CEPEA: oferta diminui e preços voltam a subir

Aquecimento da demanda, atrelado ao recebimento dos salários, também contribui para as altas dos preços
Por:
55 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Com os descartes de poedeiras realizados nos últimos meses e a consequente diminuição da oferta de ovos comerciais, as cotações do produto tipo extra vêm sinalizando recuperação neste início de novembro. O aquecimento da demanda, atrelado ao recebimento dos salários, também contribui para as altas dos preços.

Além disso, as exportações brasileiras de ovos in natura aumentaram com força em outubro, ajudando a enxugar a oferta doméstica e, consequentemente, a impulsionar os valores – segundo pesquisadores do Cepea, o maior volume exportado está atrelado à baixa atratividade do mercado interno.

Em outubro, de acordo com dados da Secex, os envios da proteína ao exterior somaram 948,8 toneladas, quantidade 81,4% maior que a embarcada em setembro. Assim, entre 1º e 8 de novembro, o preço do ovo branco tipo extra subiu 10,24% em Bastos (SP), fechando a R$ 64,05/cx com 30 dúzias nessa quinta-feira, 8. Para o vermelho, o aumento foi ainda mais expressivo: de 12,3%, para R$ 70,84/cx nessa quinta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink