Paraná acompanha caso de H1N2 de suíno para humano
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Pixabay

PRECAUÇÃO

Paraná acompanha caso de H1N2 de suíno para humano

Mulher de 22 anos teria contraído o vírus em um matadouro
Por: -Eliza Maliszewski
847 acessos

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) está acompanhando de perto um caso do vírus Influenza H1N2 que teria surgido em Ibiporã, na região de Londrina. Uma mulher, de 22 anos, funcionária de um abatedouro de suínos teria contraído a doença. Ela já está recuperada. O caso aconteceu em abril mas só foi divulgado agora pela OMS.

Por meio de nota o órgão diz que monitorou as 34 propriedades que enviaram suínos para abate no período de contágio da doença e nada foi constatado. Foram observadas 22 propriedades no Paraná e 12 em outros estados.

Cuidados

Nas propriedades os criadores devem observar funcionários  e caso apresentem sintomas, encaminhar às Unidades de Saúde e, no caso de aparecimento de sinais clínicos nos animais, notificar as unidades da Adapar. 

Para os profissionais do setor a orientação é fazer a limpeza e desinfecção das instalações antes da entrada de novos lotes; o vazio sanitário que, somado à desinfecção, permite a destruição dos patógenos; um sistema de desinfecção para a introdução de materiais e equipamentos na granja; métodos de pulverização ou arcos de desinfecção, com uso de desinfetantes; troca de calçados e roupas para as pessoas que precisarem entrar na granja.

Sobre a doença

A influenza A (H1N2) é uma doença respiratória viral aguda que afeta humanos e animais, como os suínos. É transmitida de porcos para humanos e não há evidência de contágio de pessoa para pessoa. Os sintomas são semelhantes aos da gripe sazonal humana comum. Estes incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse.

Este é o segundo caso no Paraná, sendo que o primeiro ocorreu em 2015, no município de Castro. Um segundo indivíduo, que também esteve no local da provável contaminação da jovem, desenvolveu sintomas respiratórios no mesmo período do caso confirmados, porém não foi realizada coleta de amostra.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink