Paranaguá deverá exportar quase 1 bilhão de litros de álcool em 2008
CI
Agronegócio

Paranaguá deverá exportar quase 1 bilhão de litros de álcool em 2008

No leque de mercadorias que integram o setor líquidos, o Porto também concentra quase metade das exportações de óleo de soja
Por: -Renata
"O Paraná e seu porto vêm dando respostas para o Brasil em termos de produtividade, eficiência e, principalmente, no atendimento às necessidades dos produtores do Paraná e de outros Estados", afirmou Cláudio Fernando Daudt, diretor-superintendente da Cattalini Terminais Marítimos, que há 20 anos atua no setor portuário.

Entre janeiro e 23 de setembro deste ano, foram exportados 664 milhões de litros, volume maior que o verificado no mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 389 milhões de litros.

Daudt afirmou que o Porto de Paranaguá possui mais de 1,3 bilhão de litros de capacidade de exportação de álcool disponíveis nas estruturas pública e privada. Em 2006, foram embarcados 700 milhões de litros de álcool e, em 2007, uma queda no mercado internacional fez com que as exportações de álcool alcançassem 550 milhões de litros.

Para 2008, a expectativa é retomar os embarques e fechar o ano com a exportação de 850 milhões a 900 milhões de litros de álcool, volume que representa quase 30% de todo o etanol exportado pelo Brasil. "O Paraná se
especializou nos nichos de mercado para o seu produto e hoje exportamos até quatro tipos diferentes de álcool", relatou.

Ao comparar a produtividade na movimentação, o executivo comentou que Paranaguá é líder neste quesito. Enquanto o Porto de Santos atinge 474 mil litros por hora no embarque, o Porto de Paranaguá atinge mais do que o dobro: 1,1 milhão de litros por hora.

Além da estrutura privada, Paranaguá passou a ter o primeiro terminal público de álcool do Brasil. A estrutura foi construída com recursos próprios da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), num
valor de quase R$ 14 milhões, e está em operação desde julho deste ano.

Para a próxima semana, está programado o embarque de 10 mil metros cúbicos de álcool no píer público abastecido pelos dutos do terminal da Appa.

Mais produtos - No leque de mercadorias que integram o setor de granéis líquidos, o Porto de Paranaguá também concentra boa parte das exportações de óleo de soja do Brasil. A previsão da Associação Brasileira das
Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) é que em 2008 sejam exportadas 2.150 toneladas do produto. Em agosto deste ano, as exportações de óleo de soja pelo Porto de Paranaguá geraram uma receita cambial de US$ 174,8 milhões, o que corresponde a 14,3% do total gerado no período.

Mesmo sendo um volume inferior ao registrado em 2007, a receita cambial obtida será maior em virtude do valor pago neste ano, quase o dobro do praticado no ano passado. "Somos os maiores exportadores de óleo de soja do
Brasil, com quase 50% de tudo o que sai do País", revelou Cláudio Daudt, lembrando que atualmente são comercializados cinco tipo diferentes de óleo de soja. As informações são da assessoria de imprensa dos Portos.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.