Parceiros formalizam cooperação técnica para estudos de avaliação de ciclo de vida

Agronegócio

Parceiros formalizam cooperação técnica para estudos de avaliação de ciclo de vida

As principais diferenciais do ecoinvent são a credibilidade e transparência dos seus dados
Por:
2053 acessos

Em 22 de novembro, na sede da Embrapa, em Brasília, será assinado documento de cooperação técnica entre a Embrapa, a Fundação Espaço Eco (FEE), o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), o ecoinvent e outros parceiros, para estudos de avaliação de ciclo de vida.

A formalização desta iniciativa se deu por meio de chamada de propostas ‘Coleta de dados de Inventário de Ciclo de Vida (ICV), criação de conjunto de dados de ICV e submissão ao ecoinvent', emitida pelo programa ‘Sustainable Recycling Industries' (SRI), parceiro do Ecoinvent, em fevereiro de 2016.

A Embrapa aprovou um projeto nesta chamada, intitulado "Life Cycle Inventories of Brazilian agricultural products: a contribution to the ecoinvent database – ICVAgroBR" (Inventários de Ciclo de Vida de produtos agrícolas brasileiros: uma contribuição para o banco de dados ecoinvent).

Conforme a pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) Marilia Folegatti, coordenadora do Projeto ICVAgroBR, a Embrapa coordena uma equipe composta por outras cinco instituições: CNPEM; FEE; Swiss Confederation (Confederação Suíça), representada pelo "Federal Office for Agriculture" (Escritório Federal para Agricultura - Agroscope); e Quantis Sàrl. A proposta reúne uma equipe multidisciplinar, que inclui especialistas em sistemas de produção agrícola, florestal e pecuária de diferentes regiões do Brasil, assim como especialistas nacionais e internacionais em ACV, qualificados para a coleta de dados de ICV, criação, validação, documentação e submissão de conjuntos de dados e familiarizados com o padrão do banco de dados do Ecoinvent.

Os objetivos do projeto são fornecer a este banco de dados (ecoinvent) inventários representativos dos sistemas de produção típicos de alguns dos mais importantes produtos do agronegócio brasileiro: cana-de-açúcar, soja, milho, manga, eucalipto e bovinos de corte. Irá fornecer, ainda, conjuntos de dados da produção de cana-de-açúcar na Colômbia. Finalmente, objetiva formar massa crítica no modelo de mudança do uso da terra (MUT) adotado pelo ecoinvent para futuras iniciativas para a regionalização deste modelo para o contexto brasileiro.

O ecoinvent, gerido pelas instituições suíças Agroscope, Empa, ETH Lausanne, ETH Zurich e The Paul Scherrer Institute, é o principal e mais completo banco de dados internacional de inventários de ciclo de vida, reunindo milhares de conjuntos de dados e atendendo a mais de seis mil usuários. Este banco abrange inventários para produtos agrícolas, florestais e agroindustriais.

Marilia destaca que os principais diferenciais do ecoinvent são a credibilidade e transparência dos seus dados, bem como a independência das suas instituições de acolhimento. "O ecoinvent recentemente definiu uma política para envolver instituições de pesquisa de outros países na construção de inventários para o seu banco de dados, e a Embrapa está entre as instituições eleitas para participar desta iniciativa".

"Para os colaboradores, como a Embrapa, publicar neste banco de dados é um meio de fazer chegar à comunidade internacional inventários gerados para as condições brasileiras (nacionais, regionais ou locais), representando fielmente os seus processos produtivos. Além disso, esta publicação confere a credibilidade aos dados e permite a compatibilização de inventários e a comparação de processos e produtos (pelo atendimento a um padrão metodológico), ação coerente com a estratégia definida pela Rede ACV Embrapa para a elaboração de ICV de produtos agrícolas brasileiros", afirma a pesquisadora.

Uma vez publicado pelo ecoinvent, os conjuntos de dados brasileiros serão também disponibilizados no Banco Nacional de Inventários de Ciclo de Vida – SICV Brasil, organizado pelo IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil. A oferta dos inventários de produtos brasileiros deste projeto para o SICV Brasil será uma importante contribuição para disseminar a ACV junto ao setor produtivo do país.

Saiba mais
A Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) é uma ferramenta de caráter quantitativo, para estimação de impactos ambientais de produtos, que se baseia em Inventários de Ciclo de Vida (ICV). O ICV contabiliza o consumo de material e energia e as emissões para o meio ambiente de todos os processos produtivos envolvidos no ciclo de vida do produto. Consiste em um extenso e detalhado levantamento de dados, cuja execução demanda muito tempo e recursos, e que pode ser muito facilitada pela utilização de bancos de dados. Entretanto, os principais bancos de dados internacionais hoje disponíveis dispõem de pouquíssimos inventários de produtos brasileiros.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink