Paridade de exportação do algodão em queda
CI
Imagem: Embrapa
21/22

Paridade de exportação do algodão em queda

A situação de seca no Texas, somada à retomada da atividade econômica em algumas cidades da China, impulsionam as cotações na bolsa de NY
Por: -Aline Merladete

As paridades de jul/22 e dez/22 registraram declínio no comparativo semanal, com baixas de 2,52% (R$ 226,21/@) e 4,06% (R$ 202,74/@), respectivamente, reflexo da desvalorização dos contratos futuros na bolsa de NY, que seguem com intensa volatilidade. A situação de seca no Texas, somada à retomada da atividade econômica em algumas cidades da China, impulsionam as cotações na bolsa de NY. As informações foram divulgadas pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA).

Contudo, às incertezas quanto à economia global, em conjunto com as expectativas de revisão nas taxas de juros do país norte-americano, têm pressionado o consumo dos derivados da fibra. Por fim, é esperado que os preços mantenham esse movimento de instabilidade nas próximas semanas, uma vez que ainda existem variáveis indefinidas e que podem impactar as cotações da fibra, como a aproximação do fim do contrato jul/22 e as incertezas quanto a oferta mundial da pluma.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.