PB: empresários rurais retomam produção de algodão após estiagem
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Marcel Oliveira

ALGODÃO

PB: empresários rurais retomam produção de algodão após estiagem

A última safra começou a ser colhida em julho e o trabalho deve seguir até o fim de agosto
Por:
79 acessos

Produtores rurais da região conhecida como perímetro irrigado das Várzeas de Sousa, no Alto Sertão paraibano, estão voltando a produzir algodão após período de estiagem que atingiu a região entre os anos de 2012 e 2018. Um dos empresários que retomaram a atividade é Ivanilson Araújo, diretor-presidente do Grupo Santana.

Desde 2019, o cultivo voltou a ser realizado na Fazenda Savana, uma propriedade de mais de 1.000 hectares, que pertence a unidade Santana Agroindustrial. “Começamos com uma área de 350 hectares, e agora, em 2020, ampliamos para 850 hectares. Estamos alcançando 240 arrobas por hectare, o que representa algo em torno de 3.600 kg”, explicou Araújo.

Todo processo de plantio e colheita é automatizada. A última safra começou a ser colhida em julho e o trabalho deve seguir até o fim de agosto, utilizando duas máquinas colheitadeiras e duas prensas. Após a colheita, o algodão é levado para beneficiamento em outra unidade do grupo, que fica no estado vizinho, o Rio Grande do Norte.

“Nós comercializamos a pluma para indústria têxtil e também a torta para alimentação animal, além de produzirmos óleo vegetal. Nós temos a intenção de ampliar a estrutura e até mesmo de integrar pequenos produtores da região que demostrem interesse. Com tecnologia, ficou possível para produtores de todos os tamanhos”, resume Araújo.

Além disso, o próprio beneficiamento deverá passar a ser feito também na área da Fazenda Savana, que deve receber uma algodoeira, segundo o produtor Ivanilson.

Estiagem

Durante o período em que deixou de produzir algodão, a unidade de Sousa trabalhou com o plantio de sementes na produção em regime de sequeiro, cultivando apenas de acordo com o regime de chuvas da região.

Atuação do Sistema Faepa

A área na qual o Grupo Santa produz algodão no sertão paraibano, fica localizada na região conhecida como Perímetro Irrigado das Várzeas de Sousa (Pivas). O Sistema Faepa Senar Paraíba integra o Comitê de Bacias Hidrográficas Piancó/Piranhas/Açú, no qual o Pivas está localizado. 

No grupo, são discutidas medidas relacionadas a gestão de água e a Federação tem defendido os interesses dos produtores rurais no que diz respeito a garantia da oferta de água para o desenvolvimento das atividades agropecuárias.

Grupo Santana

Além da produção, beneficiamento e comercialização do algodão, o grupo Santana também atua na produção de sementes, grãos, arroz, e nas cadeias da fruticultura e do gado de corte. São mais de 25 anos de atuação nos estados nordestinos e atingindo mercados no país e também no exterior.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink