Pecuarista de SP importa dos Estados Unidos bovinos da raça brahman
CI
Agronegócio

Pecuarista de SP importa dos Estados Unidos bovinos da raça brahman

Por:

O pecuarista paulista Dalton Pastore já aplicou US$ 500 mil para dar início ao Projeto Brahman Brasil - lançado oficialmente ontem, nesta capital -, mas pretende ampliar esse investimento ainda este ano. Já estão no Brasil oito novilhas da raça brahman e 280 doses de sêmen importadas dos Estados Unidos e estão a caminho outras 12 novilhas e mais três touros da raça, que ainda não tem grande expressão no Brasil.

"Nossa idéia é fazer 500 prenhezes este ano e outras 500 em 2004 para em dois anos iniciarmos a comercialização de animais", afirma Pastore. As aquisições foram feitas da JD Hudgins, Inc., do Texas, considerado o maior criador da raça em todo mundo. "Queremos trabalhar com a melhor qualidade disponível da raça em todo o mundo", afirma Pastore.

Origem da raça

A raça brahman é zebuína, originária da Índia, mas foi desenvolvida nos Estados Unidos a partir de 1850, exatamente pela Hudgins. "É considerado o zebu do mundo, já que muitos países já a utilizam para produção de carne", afirma Pastore, referindo-se ao fato de Estados Unidos e Austrália - os dois maiores produtores de carne bovina do mundo - utilizarem a raça para produção. No Brasil a raça está presente desde 1998, mas possui ainda poucos adeptos.

Alternativa ao nelore

A opção pelo brahman foi tomada por ser uma raça rústica e de origem zebuína. "As características do Brasil exigem o zebu, mas não queremos substituir o nelore", afirma Pastore. Dentro do zebu, o pecuarista afirma que procurou uma raça moderna, que tivesse alta produtividade. "O brahman tem um tipo mais baixo que o nelore, mas possui um traseiro mais largo", diz, ao informar que a parte traseira é a mais comercializada no Brasil e no mercado externo.

De acordo com o criador, o nelore é imbatível no Brasil e o brahman é uma alternativa ao cruzamento industrial. Ele informa ainda que é possível utilizar o cru-zamento do brahman com o próprio nelore. Das 170 milhões de cabeças de gado do País, cerca de 80% são da raça nelore. Antes de idealizar o projeto, Dalton Pastore - proprietário da Fazenda Flamboyant onde o projeto se iniciará - selecionou durante 14 anos gado europeu. Depois de se convencer da viabilidade econômica da raça decidiu desativar um projeto leiteiro para poder se dedicar ao Brahman Brasil.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.