Bahia Farm Show

Pela primeira vez, dois leilões farão parte da programação oficial da Bahia Farm Show

Região oeste da Bahia possui um rebanho estimado em dois milhões de cabeças, com ênfase para o gado de corte
Por:
248 acessos

Se a realização de um leilão a cada uma das últimas quatro edições da Bahia Farm Show foi sinônimo de grande sucesso, este ano, a feira inova mais uma vez ao confirmar duas datas para a compra e venda de gado com a qualidade e o alto padrão genético, marcas registradas do leilão Bahia Farm Show. Organizados pela Associação dos Criadores de Gado do Oeste da Bahia (Acrioeste), os leilões serão dias 30 de maio e 01 de junho, quarta e sexta-feira, respectivamente, e integram a programação oficial da maior feira do Norte/Nordeste, realizada no período de 29 de maio a 02 de junho em Luís Eduardo Magalhães, Bahia.

De acordo com o presidente da Acrioeste, Stefan Zembrod, dois fatores foram considerados para inserir um novo leilão durante a feira. O primeiro, é o de abrir um canal exclusivo para comercialização de animais cruzados das raças Aberdee Angus e Red Angus. “A abertura de um espaço de comercialização para essas raças se faz necessária em função dos criadores estarem optando por esses animais pela qualidade da carne e os anseios do mercado por um produto mais nobre”, explica. Já o outro ponto levado em conta é a vitrine que a Bahia Farm Show representa na exposição de marcas e produtos. “A feira está consolidada como importante espaço para o fechamento de negócios, é um local estratégico para a realização dos leilões, também”, finaliza.

As duas raças citadas por Zembrot irão compor o desfile de animais durante o primeiro leilão, no dia 30. Já o tradicional Leilão de Gado de Corte da Acrioeste, específico para criadores de gado da raça Nelore, será na véspera do encerramento da Bahia Farm Show, sexta-feira (01).  Serão ofertados animais para cria e recria, como touros aptos para reprodução, bezerros e bezerras, além de garrotes e novilhas, preferencialmente oriundos dos criatórios que fazem genética de melhoramento de Nelore. Nesse leilão, a expectativa dos organizadores é que todos os currais estejam lotados, atingindo uma média de 500 animais disponíveis para a comercialização.

No ano passado, o valor médio de cada animal ficou em R$ 170 por arroba e o leilão teve 100% de liquidez, acima do preço de mercado e com venda de todos os lotes oferecidos, o que reforça a qualidade dos animais negociados. “Estes resultados demonstram que a feira se torna um espaço estratégico também para a pecuária. Os criadores da região têm na Bahia Farm Show um local estratégico para demonstrar o nível do plantel aqui existente. Nossa meta, com o evento, é fortalecer a pecuária regional e promover o incremento da economia”, diz a coordenadora da feira, Rosi Cerrato.

A região oeste da Bahia possui um rebanho estimado em dois milhões de cabeças, com ênfase para o gado de corte. A raça predominante é a Nelore, e em menor escala, a Guzerá e o gado de leite, segundo dados da Acrioeste. A criação de gado de corte em escala comercial ganhou força no final da década de 20, quando a Companhia Sertaneja Agropastoril, pioneira no ramo, se instalou em Barreiras, em 1928, e iniciou as atividades de compra e venda.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink