Penhor agrícola é eficaz no agro?

CRÉDITO

Penhor agrícola é eficaz no agro?

Agtech TerraMagna auxilia credores desde o financiamento até a quitação de dívida
Por:
231 acessos

O penhor agrícola se tornou uma forma de garantia ao credor no momento da concessão de crédito até o prazo final do pagamento. Poderia ser a solução dos problemas, mas no atual mercado, esse meio de pagamento ainda não é uma forma 100% segura, e o motivo disso? A distância entre o financiador e o financiado.

Um dos meios ineficazes, mas muito usados pelos bancos e credores, são as hipotecas da terra. Essa forma de pagamento é difícil de reaver o pagamento por conta das terras já estarem hipotecadas.

“O penhor agrícola, quando bem utilizado, é a garantia que permite levar crédito com segurança a todos os segmentos do agro e aumentar sua carteira de financiamento na frente da concorrência. A solução é o financiador ter acesso às informações em tempo hábil para que consiga, caso necessário, executar a lavoura dentro do período da safra, garantindo assim o seu recebimento. Esse é o papel da TerraMagna: garantir que você vai receber seu investimento no final da safra”, explica Bernardo Fabiani, CTO da TerraMagna, agtech brasileira que atua na mitigação de riscos do agronegócio.

Com o monitoramento por satélites, uma das várias tecnologias usadas pela TerraMagna, é possível verificar a constituição da garantia - por selecionarem os melhores locais para o penhor, evitar seu esvaziamento e, caso necessário, levar à sua execução. “Trazer segurança para o financiador do agronegócio por meio de uma concessão de crédito informada e do uso correto do penhor agrícola é o principal objetivo da TerraMagna. Garantindo a segurança nas operações financeiras do agronegócio, empoderamos financiadores a atender novos segmentos da agricultura brasileira com segurança, reduzindo a assimetria de informação e facilitando o fluxo de crédito em todos os segmentos do agro”, continua Fabiani.

A TerraMagna realiza o monitoramento de lavouras por meio de um sistema próprio via satélite e também monitoramento de campo para acompanhar o grão do campo ao silo. O monitoramento funciona da seguinte forma: a empresa recebe o descritivo das operações de concessão de crédito e o financiador acompanha em tempo real a lavoura, chegando antes dos demais credores e evitando fraudes, como ausência plantio ou desvio do grão produzido. Caso sejam observados indícios de que haverá problemas no pagamento, o credor executa rapidamente o colateral e tem garantia de liquidez com a venda da lavoura. “Proporcionamos mais segurança nas operações financeiras do agronegócio, tornando o processo transparente e menos invasivo, com dados isentos”, finaliza o CTO da agtech.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink