Soja

Percevejo gera até 13% de prejuízo em área não monitorada

Patrulha Percevejo pode ser resgatado pelo Programa de Pontos da Bayer
Por:
2713 acessos

O produtor de soja tem um inimigo natural que necessita de controle rígido, caso contrário o prejuízo é certo. O percevejo é uma das principais pragas que acometem a produção agrícola do País e, em especial, a de soja. Os sementeiros são os mais prejudicados, pois afetam a qualidade e tem interferência no vigor e germinação da semente produzida.

Ademir Santini, engenheiro agrônomo e gerente de marketing da Bayer para a região Sul, diz que “há situações no campo onde o ataque é muito severo, com perdas diretas, pois muitos dos grãos afetados acabam sendo descartados no processo de ventilação da colheitadeira. O percevejo retira a parte nutritiva do grão, que perde peso e acaba sendo descartado. O problema maior na cultura da soja está nas variedades de ciclo tardio, por conta do processo migratório de outras áreas colhidas”.

O produtor pode fazer o manejo da praga com a ferramenta Patrulha Percevejo, que pode ser adquirida no Programa de Pontos da Bayer, o serviço que era restrito para os produtores do Paraná e Sul do Mato Grosso do Sul, na safra 2017/18 será estendido para todo o Brasil.

“Fizemos testes de tetrazólio para os produtores que utilizaram o Patrulha Percevejo na última safra, e as áreas monitoradas apresentaram mais de 40% de poder de germinação nas sementes e vigor acima de 55% em relação às áreas não monitoradas pelo serviço”, destaca Santini.

Lucio Damalia, sojicultor de Douradina (MS), possui área com 330 hectares, em que faz plantio de soja e milho. “Utilizei o serviço que a Bayer me disponibilizou nas duas culturas e obtive resultados satisfatórios. Antes, nós fazíamos o controle com a infestação da praga já em andamento, agora nós fazemos o monitoramento e aplicamos o produto na hora certa. Ou seja, temos controle efetivo do percevejo, menos produto químico na lavoura e menos custo com a produção”.

No Rio Grande do Sul, Fernanda Falcão, gerente técnica da Sementes Falcão, uma das principais multiplicadoras de sementes do Estado diz que o controle do percevejo em suas áreas são feitos tanto nas culturas de inverno quanto na soja e milho no verão. “Produzimos tanto sementes de soja como de aveia e trigo, portanto, fazemos o controle praticamente o ano todo, através de monitoramentos semanais para então ver a necessidade ou não de controle com defensivos específicos para o controle. Como sementeiros, temos que manter as áreas livres de percevejos, pois ele afeta diretamente o vigor das sementes, e como oferecemos aos nossos clientes sementes com alto vigor, este controle é fundamental”, conclui.

Veja também

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink