Pesquisa busca combater percevejo do amendoim
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
SÃO PAULO

Pesquisa busca combater percevejo do amendoim

Estudos conduzidos pela APTA/SP buscam melhoramento e combate à pragas
Por: -Eliza Maliszewski

São Paulo detém 90% da produção nacional de amendoim e a pesquisa busca melhorar variedades e oferecer soluções no combate às pragas no cultivo. No pólo da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), de Pindorama, região de São José do Rio Preto (SP), o melhoramento e desenvolvimento de novas cultivares buscam aquelas que apresentem maior resistência a doenças e também maior produtividade. "Colhemos as vagens e enviamos para análise no Instituto, onde se analisa a produtividade e se as características das cultivares atendem às exigências do mercado, podendo ser disponibilizadas como opção ao produtor", destaca Marcos Michelotto, pesquisador da APTA e um dos responsáveis pelos trabalhos.

O pesquisador também lidera outro grupo que vem buscando maneiras de melhor conhecer e combater o percevejo-preto (Cyrtomenus mirabilis). "Esta praga pode estar presente na plantação sem que o agricultor se dê conta, uma vez que o inseto ataca as vagens no solo, danificando os grãos", detalha Michelotto. 

O inseto danifica grãos no beneficiamento reduzindo a qualidade na classificação. São testados inseticidas e alternativas de controle biológico, com nematoides, fungos e entomopatogênicos, observando a eficiência e permanência do inseto na planta. Também estão em testes compostos à base de enxofre, que agem como repelentes.

Depois da colheita os grãos seguem para análise onde passam por limpeza, contagem de insetos e grãos com avarias. Uma parte segue para o laboratório onde são realizados testes de resíduos de agrotóxicos. "Nesse projeto, contamos com a parceria de empresas do setor que têm interesse direto em resolver o problema, que pode causar perdas da ordem de 20 a 30% da produção", salienta Michelotto.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink