Pesquisadora da Epamig ensina como fazer queijo Minas frescal em casa
CI
Imagem: Divulgação
Queijo

Pesquisadora da Epamig ensina como fazer queijo Minas frescal em casa

Saiba como fazer um queijo delicado de sabor suave
Por:

O queijo Minas frescal é um dos queijos mais consumidos no país. De origem brasileira e fabricado com leite de vaca, o frescal é delicado, de consistência mole, bastante úmido e com olhaduras irregulares. De sabor suave, é muito consumido com café, em pães e com doces. Se você nunca comeu um "Romeu e Julieta" feito de queijo Minas frescal e goiabada, saiba que está perdendo uma ótima oportunidade de conhecer um legítimo sabor mineiro.

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) postou em seu canal no YouTube um vídeo que ensina como fazer queijo Minas frescal em casa. Quem mostra o passo a passo da receita é a professora do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), Denise Sobral.

De acordo com Denise, para fazer o frescal é necessário alguns ingredientes e materiais específicos, como formas com furos. Contudo, a pesquisadora afirma que isso não impede o uso da criatividade e algumas substituições. A receita do frescal pede ácido lático, cloreto de cálcio e coalho. Mas o imprescindível, segundo Denise, é o coalho encontrado em supermercados.

Para um queijo pequeno, com cerca de 400 gramas, são necessários dois litros de leite pasteurizado. O indicado é que esse leite seja de saquinho e não homogeneizado. "Com o leite homogeneizado também é possível fazer queijo Minas frescal, mas com o não homogeneizado o produto fica melhor porque a proteína do leite está mais intacta", afirma Denise.

Ainda sobre o leite, é muito importante que não seja utilizado a bebida vendida em caixinha. O leite UHT, como é chamado, passa por um processo de esterilização em altas temperaturas e, por esse motivo, não coagula durante o preparo do frescal. Também é possível utilizar leite cru na receita. Para isso, basta fazer a pasteurização caseira que consiste em ferver o leite a 65°C durante trinta minutos.

Mais conteúdo sobre queijos e derivados na internet

A Epamig ILCT é primeira escola de laticínios da América Latina. No mês de maio, a Instituição completou 85 anos. Para comemorar, a equipe do ILCT se uniu para disponibilizar gratuitamente conteúdos do setor laticinista em uma plataforma digital.

A intenção é auxiliar produtores, alunos, profissionais do setor e demais interessados. A página já está disponível e reúne cartilhas técnicas, artigos científicos, vídeos gravados anteriormente pelos pesquisadores da Epamig ILCT e links de conteúdos selecionados. Além disso, receitas para a produção de queijos também estão disponíveis.

A criação da plataforma surge com o objetivo de facilitar o acesso a grande parte do conhecimento gerado pela Epamig ILCT ao longo dos anos, bem como facilitar o diálogo com os professores e pesquisadores.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.