Pesquisadores de SP estudam efeito das mudanças climáticas sobre os cafezais

Agronegócio

Pesquisadores de SP estudam efeito das mudanças climáticas sobre os cafezais

Objetivo é prever o efeito sobre os principais problemas fitossanitários da cultura
Por:
297 acessos

Os pesquisadores do Instituto Agronômico (IAC-APTA) e do Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, estão desenvolvendo junto com os profissionais da Embrapa Meio Ambiente o projeto nacional Climapest.

Esse trabalho tem por objetivo prever o efeito das mudanças climáticas sobre os principais problemas fitossanitários da cultura do café. Os estudos vão avaliar o comportamento de pragas e doenças nas diversas regiões produtoras de café arábica do Brasil e nas principais alterações climáticas previstas para estas regiões.

O projeto está em sua fase inicial. Segundo a pesquisadora Flávia Rodrigues Alves Patrício, do Centro Experimental Central do IB, esse trabalho vai estudar o efeito do aumento da concentração de CO2 atmosférico sobre os problemas fitossanitários do cafeeiro. O projeto, coordenado pela pesquisadora Raquel Ghini, da Embrapa Meio Ambiente, avaliará impactos de mudanças climáticas sobre doenças e pragas em 16 culturas, envolvendo 40 subprojetos.

"De maneira geral, o aumento da concentração de CO2 atmosférico promove o crescimento das plantas, mas até agora não sabemos se isso provoca algum efeito sobre doenças e pragas de importantes culturas, como a do café", diz Flávia.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink