Planejamento será a nova filosofia da Embrapa para o agronegócio

Agronegócio

Planejamento será a nova filosofia da Embrapa para o agronegócio

Empresa pretende dar fim ao imediatismo ocasionado pelo setor
Por: -Aline Merladete
2355 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

O presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Maurício Antônio Lopes, defendeu mudanças na metodologia adotada pela entidade para aprimorar o agronegócio brasileiro. A nova filosofia adotada pela Embrapa ocorreu durante painel de abertura na XXXIV Reunião de Pesquisa de Soja – RPS, realizado na manhã desta quinta-feira (14.08), no Hotel Sumatra, em Londrina, no Paraná.

Conforme Maurício Antônio Lopes, planejar a agricultura é mais importante do que reagir às adversidades impostas pelo setor. “Fundamentalmente a agricultura moderna está baseada na ciência. Hoje, o conhecimento é o motor do desenvolvimento”, destacou.

Lopes citou que a Embrapa conta atualmente com 400 profissionais envolvidos diretamente no setor de meteorologia em todo o Brasil. Os investimentos na área foram fundamentais para que estado do Paraná, em função das mudanças climáticas, aumentasse a produção de soja e milho ao invés de café, justificou.

O chefe-geral da Embrapa Soja, José Renato Bouças Farias, reforçou a nova postura adotada pela Embrapa ao destacar que os trabalhos têm buscado soluções aplicando a inteligência estratégica com base em tendências proativas do cenário transformando riscos e ameaças em oportunidades.

A nova política de planejamento nomeada Agropensa (Sistema de Inteligência Estratégica da Embrapa) será coordenada por Geraldo Bueno Martha Júnior.

Além das atenções estarem voltadas ao processo de produção, consumo e desperdício de alimentos, a Embrapa adiantou que está realizando estudos mundiais sobre pragas para evitar algo semelhante como a chegada da lagarta helicoverpa no Brasil. Segundo pesquisadores, um catálogo está sendo montado para evitar a incidência de novas pragas importadas nas lavouras nacionais. Hoje, pelo menos 450 insetos foram classificados com potencial para gerar catástrofes no mundo inteiro.

A XXXIV Reunião de Pesquisa de Soja – RPS é o principal fórum do complexo agropecuário da soja e tem caráter estritamente técnico. O objetivo é discutir e avaliar os principais avanços e problemas ocorridos na safra, a fim de subsidiar as definições de prioridades de pesquisa e de transferência de tecnologias. O evento ocorre até sexta-feira (15.08), em Londrina, cidade que sedia a Embrapa Soja.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink