Plano energético do Rio Grande do Sul prevê investimentos em energia eólica

Agronegócio

Plano energético do Rio Grande do Sul prevê investimentos em energia eólica

Energia elétrica no Brasil poderia ficar 10% mais barata
Por:
1187 acessos

Palestra do secretário de Minas e Energia na Semana Arrozeira de Alegrete indicou que a Região da Fronteira Oeste tem capacidade de gerar 43 GW, potencial maior do que outras regiões brasileiras

A energia elétrica no Brasil poderia ficar 10% mais barata e atingir um índice de geração com maior potencial apenas priorizando a eficiência energética e respeitando as vocações de cada região.  Atualmente, 62% da energia gerada no país é hídrica e muitas vezes com a falta de chuva, os reservatórios diminuem, o que acaba aumentando os custos das tarifas. As afirmações foram feitas pelo secretário de Minas e Energia do Rio Grande do Sul, Lucas Redecker, nesta quarta-feira, dia primeiro de junho, durante a Semana Arrozeira, promovida pela Associação dos Arrozeiros de Alegrete.

Redecker apresentou o Plano Energético do Estado, mostrando que o Rio Grande do Sul tem um grande potencial de crescimento energético com possibilidade de gerar e distribuir energia para todo o país. O plano identifica os potenciais de geração de energia de cada região do Estado. O secretário destacou que atualmente a participação da Região Sul do Brasil na geração de energia tem um potencial de 20.7 GW e a previsão é de que em 10 anos chegue a 27.9 GW. “Somente o Rio Grande do Sul, que hoje gera 7.6 GW, tem potencial de crescimento para ultrapassar esta previsão para região e atingir 102 GW, utilizando principalmente a energia eólica”, garantiu Redecker.

Segundo o secretário, o maior potencial está na Região da Fronteira Oeste, mas que ainda não explora este tipo de energia.  Afirmou que a região tem condições de gerar 43 GW, maior do que muitos estados brasileiros,  e a tendência é trazer investidores para implementar um parque eólico.“A contribuição que o Rio Grande do Sul pode dar para a redução da tarifa de energia elétrica é estimular a geração de energia mais barata para que as concessionárias possam comprar e com isso haver uma diminuição na tarifa,” explicou Redecker.

A Semana Arrozeira é realizada pela Associação dos Arrozeiros de Alegrete com co-participação da Unipampa e tem o patrocínio do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Sicredi, Fertilizantes Heringer, Super Tratores, CAAL, Kepler Weber e Caixa Econômica Federal. Mais informações sobre o evento estão no site www.semanaarrozeira.com.br.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink