Plantabilidade gera resultados no milho
CI
Imagem: Pixabay
ESPECIAL

Plantabilidade gera resultados no milho

Regras antes e durante a semeadura têm impacto na produtividade do cereal
Por: -Eliza Maliszewski

O milho está entre os cinco cereais mais plantados no mundo e está em expansão no Brasil. Na safra 20/21 a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima aumento de área de 7%, somando 19,8 mil hectares e uma produção de 113 milhões de toneladas, ou 12% a mais. O mercado está aquecido e só o consumo interno deve atingir 72 milhões de toneladas, puxado pelo bom momento das proteínas e das usinas de etanol de milho.

Na implantação da nova safra tecnologias de plantio, máquinas bem calibradas, solo acertado, semente de qualidade e operador qualificado são fundamentais. Mas outro aspecto vem ganhando as lavouras nas últimas safras e fazendo a diferença nos resultados. Trata-se da plantabilidade.

O nome pode parecer difícil mas nada mais é do que pequenas regras e cuidados na semeadura. Segundo a Embrapa é “a quantidade de sementes (plantas) com espaçamento corretos (perfeição de distribuição) por unidade de área e na profundidade correta”.

Vamos explicar melhor. Dá uma olhada nesta tabela elaborada pela KWS Brasil, que mostra os impactos de erros comuns na semeadura. Observe que em uma área que deveria produzir 8 mil kg/ha pequenos detalhes podem gerar perda de 1/4 ou 2 mil kg/ha a menos. 

O objetivo da plantabilidade é justamente evitar essas perdas. Então veja no vídeo as dicas para o sucesso no plantio que preparamos com o coordenador de desenvolvimento de produto da KWS Brasil, Wagner Anjos:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink