Preço da soja brasileira desvalorizou 5,75%
CI
Imagem: Pixabay
LEVANTAMENTO

Preço da soja brasileira desvalorizou 5,75%

Devido ao aumento na projeção de área dos Estados Unidos, a cotação da soja na CME-Group apontou queda de 4,05% em relação a última semana
Por: -Aline Merladete

O preço da saca disponível em Mato Grosso registrou decréscimo de 5,75% no comparativo semanal, pautado pela queda nas cotações em Chicago. Devido ao aumento na projeção de área dos EUA, a cotação da soja na CME-Group apontou queda de 4,05% ante a semana passada.

De acordo com o boletim semanal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a segunda projeção do Valor Bruto da Produção (VBP) da agricultura para 2022 em Mato Grosso avançou 52,49% ante a 6ª estimativa de 2021, com total de R$ 172,11 bilhões para o período. Deste montante, a cadeia da soja representou 58,17% do total, previsto em R$ 100,11 bilhões, alta de 51,40% ante a projeção do ano passado.

O aumento foi atrelado à valorização do preço da soja comercializada no estado, que, por sua vez, foi reflexo, sobretudo, do corte na produção da região Sul do Brasil devido à estiagem que atingiu grande parte das lavouras e limitou a produção. Além disso, o aumento de 8,72% na produção da oleaginosa em Mato Grosso contribuiu  para o recorde no VBP. No entanto, ainda restam mais de 30% da produção da safra 21/22 para ser negociada, e nos últimos dias o preço no estado tem apresentado grande volatilidade, o que pode influenciar na consolidação dos dados em Mato Grosso. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.