Preço do diesel tem terceira alta consecutiva
CI
Imagem: Sheila Flores
CUSTOS

Preço do diesel tem terceira alta consecutiva

O movimento de alta no preço do combustível se refletiu em todos os Estados, com exceção do Mato Grosso
Por: -Eliza Maliszewski

Na última segunda-feira (1º) os caminhoneiros fizeram protestos em todo pais contra, entre outras reivindicações, os constantes aumentos do diesel. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) até 15 de janeiro foram sete semanas de aumentos consecutivos.

Neste 2021 o cenário se repete e preocupa. O mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) revela que o preço do diesel apresentou a terceira alta consecutiva no primeiro mês, com aumento de 2,3% nos postos de todo o País. Em janeiro, o litro do combustível foi comercializado a R$ 3,93, valor que só é menor que os R$ 3,974 registrados em janeiro de 2020.

O diesel S-10 foi vendido à média de R$ 3,988, o valor é 2,3% mais caro no comparativo com o fechamento de dezembro. “Mês a mês, os motoristas estão pagando mais caro para abastecer com o diesel. O valor do diesel comum está cada vez mais próximo dos R$ 4,00, o que só aconteceu com o tipo S-10, em janeiro do ano passado”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Na análise dos preços por região, a Região Norte lidera com as maiores médias, tanto para o tipo comum quanto para o S-10, comercializados a R$ 4,159 e R$ 4,213, respectivamente. Quando esses preços são comparados com os valores da Região Sul, que tem as menores médias de todo o território nacional, a diferença chega a 13%. No Sul, o diesel comum foi vendido a R$ 3,588, e o S-10, a R$ 3,648.

O movimento de alta no preço do combustível se refletiu em todos os Estados, com exceção do Mato Grosso, único onde o diesel do tipo comum recuou 2,56%, no comparativo com o fechamento de dezembro de 2020. Em Roraima, foi registrada a maior alta para o diesel comum, 5%, com o litro comercializado a R$ 4,202, ante os R$ 4,004, do mês anterior.

A alta nos preços do diesel também foi observada nas principais rodovias brasileiras. Em janeiro, o combustível do tipo comum foi encontrado na Régis Bittencourt por R$ 3,50 o litro, no trecho Paraná, e chegou a R$ 3,677, no trecho de São Paulo. Já na BR-101, o diesel apresenta o menor valor médio no trecho do Rio Grande do Sul, com o litro a R$ 3,52, enquanto, no Pará, é vendido a R$ 3,985. A Rodovia Presidente Dutra tem o diesel a R$ 3,58, em São Paulo, e a R$ 3,85, no Rio de Janeiro. Na Rodovia Fernão Dias, o litro foi vendido a R$ 3,622, em São Paulo, e por R$ 3,841, no trecho de Minas Gerais.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log,
 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink