PROJEÇÃO

Preço do milho tende a cair no médio prazo

"Não deve faltar milho este ano no Brasil", aponta Consultoria T&F
Por: -Leonardo Gottems
1608 acessos

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, a tendência dos preços do milho é de queda no médio prazo. “Os níveis estão inalterados ao redor de R$ 40,00 há mais de duas semanas seguidas”, pontua o analista Luiz Fernando Pacheco. 

“Há que se considerar duas coisas: De um lado, os vendedores tentam aumentar este preço sem sucesso. De outro, os estudos mostram que este é o teto, na sua condição CIF, que as fábricas podem pagar, neste momento. Acima disto, entrariam no vermelho. Por isto o preço patina. Por isso também, estamos recomendando que aproveitem este bom nível para realizarem as suas vendas”, diz ele.

As cotações da B3 para o milho mostram esta tendência: nesta sexta-feira fecharam a R$ 40,64 para maio, R$ 37,70 para julho, R$ 35,67 para setembro, R$ 36,68 para novembro, R$ 36,22 para janeiro/19 e R$ 36,30 para março/19. Existem mais de 7.000 contratos realizados nestas bases, o que mostra a realidade do mercado futuro.

FUNDAMENTOS

Os estudos do IMEA (Instituto Matogrossense de Economia Agrícola) confirmam a provável tendência de baixa dos preços do milho, sustenta a T&F. “Os preços dos fretes no final de março passado tinham voltado aos mesmos níveis de 12 meses atrás, favorecendo a lucratividade, tanto dos agricultores, como das empresas (o frete quase sempre mexe no lucro dos vendedores)”, diz Pacheco. 

“A relação de custos dos insumos de alta tecnologia com os preços do milho indica que o número de sacas, também no final de março passado, é ainda menor do que há 12 meses. Finalmente, a relação de estoque/consumo do milho brasileiro está maior do que as safras de 2014/15 e 1015/16, embora esteja menor do que os índices da safra anterior, de 2016/17. Este argumento contesta os que afirmam que ‘vai faltar milho este ano no Brasil’, o que não deverá ser verdade”, conclui. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink