Preços das farinhas caem enquanto custos sobem
CI
Imagem: Pixabay
ESTIMATIVAS

Preços das farinhas caem enquanto custos sobem 

Na farinha de panificação, o mercado está muito retraído
Por: -Leonardo Gottems

Os custos das farinhas continuam altos e subindo, enquanto os preços caem, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Continuamos a manter os custos das farinhas a partir de R$ 1.600,00 porque esta é a média dos preços praticados de compra de trigo hoje, alguns um pouco mais, outros um pouco menos”, comenta. 

“Mesmo assim, o resultado final de nosso cálculo  de  custo  das  farinhas  não  bate  com  os  preços encontrados  no  mercado,  que  são  muito  menores, porque  tem  moinhos  vendendo  farinhas  bem  abaixo disto. As poucas alterações havidas são para mais: frete, embalagens, o próprio trigo”, completa. 

Nesse cenário, o que depreende são os  moinhos  queimando estoque  de  trigo  adquirido  a  preço  médio  menor  e perdendo  chance  de  fazer  lucros  maiores,  talvez  em nome de uma ilusória “ocupação de  mercado”,  que,  na prática,  não  existe,  porque  “cliente  que  vem  por  preço também vai por preço”. “Sabemos  que  há  moinhos  com  custos  bem  menores  do que os colocados ao lado, mas estamos fazendo as contas pela média dos moinhos e não pelas facilidades de alguns. Pode-se ver claramente como os preços atuais das farinhas estão tremendamente defasados em relação aos custos de produção delas mesmas, o que compromete seriamente a sobrevivência da cadeia”, indica. 

Na farinha de panificação, o mercado está muito retraído e os preços continuam baixando. “Mercado retraído, estamos  com  nossa  moagem reduzida, porque aumentamos  todos os  nossos preços  e  alguns clientes  simplesmente  pararam  de  comprar.  Concorrência  baixou muito  os  preços  de  farinhas.  Até  o  ano  passado eram os moinhos gaúchos que puxavam para baixo, mas nesta safra isto não está acontecendo. Agora são moinhos paranaenses que estão vendendo barato”, diz um moinho de Santa Catarina citado pela TF. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.