CI

Preços divididos para a soja do Centro-Oeste

Já o Mato Grosso registrou altas de até R$ 0,70/saca, com negócios parados


Foto: Abiove

No mercado da soja do estado do Mato Grosso do Sul, os preços seguem parados, sem novas negociações, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Como já demarcado, existe pouquíssimo fundamento no Brasil para se analisar hoje, as principais variações decorrem do panorama externo e nisso vemos uma tendência de desvalorização”, comenta.

“Apesar disso o preço se mantém bastante fixo no Estado de MS, não há muita vontade por parte do produtor em abrir mão dos volumes disponíveis, mas existe demanda, o que valoriza os preços. Nenhuma posição marcou movimentos - em Dourados os preços foram cotados a R$ 132,00. Em Maracaju o preço foi a R$ 128,50. Em Sidrolândia o preço foi de R$ 130,00. Em Campo Grande o preço foi de R$ 132,00, sem movimentos e em Chapadão do Sul o preço foi a R$ 128,00”, completa.

Já o Mato Grosso registrou altas de até R$ 0,70/saca, com negócios parados. “Regiões de Mato Grosso marcam dia de pouca expressão em termos de negócios e com preços subindo em até R$ 0,70/saca. O produtor parece estar focando o máximo no campo, a maior parte dos avanços relacionados a soja de Mato Grosso estão concentrados nesse setor”, indica.

“Sabe-se que sempre existem volumes sendo escoados, mas diante da extensão do Estado, fazer uma leitura precisa é muito próximo de impossível. Campo Verde a R$ 128,00 com alta de R$ 0,20/saca. Lucas do Rio Verde a R$ 124,20 com alta de R$ 0,70/saca. Nova Mutum a R$ 124,70 com alta também de R$ 0,70/saca. Primavera a R$128,30. Rondonópolis a R$ 130,00. Sorriso, por fim, a R$ 122,90”, conclui.
 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.