Preços do milho continuam caindo no mercado internacional

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Divulgação
COTAÇÕES

Preços do milho continuam caindo no mercado internacional

Na Ucrânia, as ofertas para carregamento spot caíram para US$ 261/t FOB  HIPP
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica, os preços do milho continuam caindo em todo mercado internacional. Nos mercados à vista e começando na Ásia, os futuros do milho na Bolsa de Dalian diminuíram ligeiramente, com o contrato de maio ainda em CNY2.716/t  (US$ 414,89/t)”, comenta. 

“As  ofertas  para  o  Vietnã  também  diminuíram  e chegaram a US$ 299,20/t para carregamento em maio com base nos CIF Phu My e Cai Mep, no sul do Vietnã. O milho entregue a Hai Phong, no norte do Vietnã, foi oferecido a US$ 294,70/t para carregamento em junho”, completa a consultoria.  

Na Ucrânia, as ofertas para carregamento spot caíram para  US$  261/t  FOB  HIPP  e  US$  258/t  FOB  Mykolaiv, mas para a segunda metade do carregamento de abril-maio, as ofertas permaneceram na faixa de US$ 263- $ 265/t FOB HIPP. “Ofertas de panamaxes com documentos chineses foram ouvidas a  partir de  US$  268/t FOB PIPP, mas sem juros firmes. Enquanto isso, um comércio de papel foi relatado em US$ 259,50- $ 260/t FOB HIPP para a segunda metade do carregamento de abril. Em  outro  lugar,  os  dados  do  porto  do  Atlântico francês  de  La  Pallice  mostraram  97.380  t  de  cevada carregando para a China, junto com 95.500 t de milho divididos  entre  uma  parcela  de  30.000  t  para  a Holanda, 31.300 t para Portugal, 21.200 t para a Costa do Marfim e 13.000 t para a Irlanda”, indica. 

“Para  o  milho,  os  carregamentos  estiveram  entre  os maiores  volumes  nos  últimos  meses,  com  traders explicando que os negócios foram fechados quando o milho  francês  era  mais  competitivo  nos  países europeus em comparação com o importado de origem ucraniana. No entanto, por enquanto, a demanda por milho em geral permanece muito limitada, visto que há trigo mais barato disponível”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink