Seminário

Preservação nas propriedades rurais é um dos temas de seminário

Mais da metade (51,3%) da área ambiental preservada em Mato Grosso estão localizadas em propriedades rurais
56 acessos

Mais da metade (51,3%) da área ambiental preservada em Mato Grosso estão localizadas em propriedades rurais. O percentual vem da análise de dados de 2016 do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e contrastam com o senso comum de que a agropecuária é uma atividade produtiva danosa ao ambiente. Esse e outros números serão o foco da palestra que o chefe-geral da Embrapa Monitoramento por Satélite, Evaristo de Miranda, fará durante o seminário "A Multidisciplinaridade do Agronegócio e os Reflexos no Sistema Judicial", que ocorre em Cuiabá em 24 e 25 de maio, no Cenarium Rural.

A ideia é fazer uma análise dos dados do CAR em Mato Grosso, discutindo os reflexos positivos da agropecuária na preservação e conservação ambiental. "A legislação nacional acabou tornando os produtores rurais nos principais agentes de defesa ambiental no Brasil. Em Mato Grosso, isso é mais acentuado ainda. Conhecer essa realidade das estatísticas pode ajudar a desfazer alguns mitos em relação ao campo", observa Elizete Araújo Ramos, gestora do Núcleo Jurídico da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).

Famato, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos e Multidisciplinares do Agronegócio (IBEJMA) realizam o seminário, que conta com o apoio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) e está em sua quarta edição. O seminário é gratuito, mas é preciso se inscrever antecipadamente, pelo link http://bit.ly/seminarioagronegocio, até o dia 21.

A palestra de Evaristo de Miranda ocorre na manhã de 25 de maio, e terá como presidente de mesa o Doutor em Direito Civil e professor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Marcos Prado de Albuquerque. Como debatedor, estará o juiz titular da vara especializada de Meio Ambiente de Cuiabá, Rodrigo Roberto Curvo.

A manhã terá ainda uma palestra com o sócio-diretor da Agroconsult, André Pessoa, que irá apresentar as perspectivas para o agronegócio nacional, a partir de cenários e tendências econômicas. O tema terá como presidente de mesa a magistrada Anglizey Solivan de Oliveira, da vara de Falência e Recuperação Judicial de Cuiabá, e como debatedor o presidente do IBEJMA, Ricardo Tomczyk.

O seminário começa na noite de 24 de maio, e segue até o final da tarde de 25 de maio. A programação pode ser conferida aqui: http://bit.ly/seminarioagronegocio. O evento recebe o apoio das entidades Aprosoja, Ampa, Acrimat e Aprosmat e também da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink