Presidente da EBDA toma posse e ressalta o papel de movimentos sociais

Agronegócio

Presidente da EBDA toma posse e ressalta o papel de movimentos sociais

Elionaldo de Faro Teles destacou à sua dedicação à agricultura familiar e aos movimentos sociais
Por:
1282 acessos
Atendendo a solicitações dos movimentos sociais, o Governo da Bahia, sócio majoritário da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A. (EBDA), indicou e elegeu, na terça-feira (28), durante assembléia do Conselho Consultivo, como novo diretor-presidente da EBDA, o técnico agrícola Elionaldo de Faro Teles. A solenidade de posse do Presidente e do novo diretor de pecuária da Empresa, Marcelo Vieira Matos da Paz, foi realizada no Centro de Treinamento da Empresa, em Salvador, logo após a assembléia, com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Afonso Florence.


Durante a solenidade, Faro destacou à sua dedicação à agricultura familiar e aos movimentos sociais, ressaltando a importância de ambos. “A atuação dos movimentos sociais é fundamental para se garantir o respeito e os direitos dos agricultores familiares”, declara. Ele também deu falou sobre às ações da EBDA nos municípios baianos. “Nosso compromisso é desenvolver o meio rural, combater à pobreza e levar a EBDA à uma liderança no desenvolvimento de projetos e pesquisas para a agropecuária, além de buscar a excelência na prestação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater)”, destacou o Presidente.

“A EBDA tem longa tradição em pesquisa e extensão rural. Por isso o MDA tem intensificado a parceria com a empresa. Na Bahia, para os projetos ligados à agricultura familiar terem sucesso tem que passar pela EBDA”, declara o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florense.

“O Governo nos atendeu na indicação de Elionaldo. Esperamos, com base no perfil, história e capacidade do novo presidente, um novo momento onde os conhecimentos rurais da assistência técnica e dos produtores rurais sejam valorizados” afirma coordenadora nacional da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF), Elisângela Araújo. A secretária da Casa Civil da Bahia, Eva Maria Chiavon, também presente no evento, considera de muita responsabilidade a missão do novo presidente. “Nunca o cenário para o crescimento da agricultura esteve tão maduro e esse é um momento ímpar para atuação”, destaca a Secretária.


Também estiveram presentes funcionários e representantes dos movimentos sociais ligados à agricultura, de forças governamentais e empresariais. Além do chefe de gabinete e secretário da Agricultura em exercício, Jairo Carneiro; secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Paulo Câmera; secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Carlos Brasileiro; representando todos os deputados presentes o deputado estadual, Joseildo Ramos; delegado do MDA, Lourival Gusmão; presidente do PT, Jonas Paulo; superintendente da Agricultura Familiar da Seagri, Wilson Dias; presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Bahia (FETAG/BA), Claudio Araújo; e prefeito de Jaguarari, Antônio Nascimento.

Sobre o Presidente

A história de Faro está diretamente ligada à agricultura familiar, aos movimentos sociais e à EBDA, na qual ingressou em 1978, quando ainda era Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Bahia (Emater-BA), e está até hoje. Entre outras ocupações, já foi vereador de Alagoinhas, por três mandatos, sendo presidente da Câmara de Vereadores entre 2001 e 2002; secretário de governo do município de Alagoinhas; presidente do Sindicato de Técnicos Agrícolas, por 12 anos; fundador da Central Única dos Trabalhadores da Bahia/Brasil; diretor de Formação Inicial e Continuada da Superintendência de Educação Profissional da Secretaria de Educação, de janeiro/2009 a maio/2010; assessor e coordenador estadual do Projeto Semeando da Central Única dos Trabalhadores e, mais recentemente, diretor de Pecuária da EBDA.

Fé na agricultura

A partir dos anos 90 aumentou o interesse pela agricultura familiar no Brasil. O interesse do Estado pode ser observado com o aumento de políticas públicas, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) e na criação do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), além do revigoramento da Reforma Agrária.

Dados do IBGE confirmam que a agricultura familiar responde por 10% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do País, emprega mais de 80% da mão de obra no setor rural e é responsável por 70% dos alimentos produzidos no Brasil - 87% da produção nacional de mandioca, 70% de feijão, 46% de milho, apenas para citar alguns exemplos. A Bahia responde com 14% dos agricultores familiares de todo o País, totalizando 665 mil pessoas que sobrevivem das atividades do campo.

A EBDA e a Embrapa são parceiras no desenvolvimento de diversas pesquisas. “Pretendemos intensificar essa parceria principalmente para o desenvolvimento de novas variedades de culturas mais resistentes a doenças e mais produtivas”, enfatiza o chefe geral substituto da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

EBDA

A EBDA é uma empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), que atua no desenvolvimento da agropecuária baiana, com foco no fortalecimento da agricultura familiar, através da prestação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), Pesquisa e Classificação de Produtos de Origem Vegetal. A empresa também visa estimular e apoiar iniciativas de desenvolvimento rural sustentável, com atividades agrícolas e não agrícolas.


A Empresa, que tem como sócios o Governo do Estado da Bahia e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), foi constituída, incorporando as atividades de pesquisa, desempenhadas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária da Bahia (Epaba), e as ações da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Bahia (Emater-BA).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink