Probióticos podem reduzir metano dos ruminantes
CI
Imagem: Marcel Oliveira
DESCOBERTA

Probióticos podem reduzir metano dos ruminantes

Estudo foi feito na Califórnia
Por: -Leonardo Gottems

Dados preliminares de um ensaio realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia em Davis, sobre o uso de microrganismos para reduzir as emissões de metano de ruminantes sem afetar sua produtividade ou saúde, estão mostrando resultados animadores. Os pesquisadores testaram três cepas de organismos não transgênicos da empresa Locus Ferentations Solutions e descobriram que uma combinação delas produziu uma redução de 68% nas emissões de metano, em comparação com a amostra de controle, enquanto outro microrganismo, sozinho, alcançou uma redução de 78% em comparação com a mesma amostra de controle, disse Keith Heidecorn, diretor administrativo da divisão de nutrição animal da Locus. 

Os aditivos nutricionais microbianos (DFMs) de alimentação direta não geneticamente modificados da startup vêm de uma cepa comum de bactérias. O trabalho da Locus Animal Nutrition na redução das emissões de metano tem estado longe das manchetes, mas a empresa foi recentemente escolhida como uma das principais startups de tecnologia agrícola pela FoodBytes e Robobank. 

De acordo com o portal Feednavigator, Heidecorn afirmou que a startup tem se focado em aproveitar a ciência para obter informações sólidas sobre o uso de probióticos para reduzir as emissões de metano na pecuária. 'Estamos em uma espécie de modo furtivo. Acreditamos que estamos em algo muito grande, mas queremos ter certeza de que todas as nossas soluções estão amparadas pela ciência”, escreveu o portal, citando palavras do executivo. 

De acordo com o Feednavigator, o ensaio da UC Davis estaria mostrando que os produtos microbianos suportam a redução das emissões de metano, ao mesmo tempo em que mostra que a suplementação com aditivos para rações DFM melhora o microbioma intestinal das vacas, aumentando os níveis de ácidos graxos volátil (AGV). 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink