MAIS ALGODÃO

Produção de algodão do Brasil deve subir

Demanda doméstica e externa ajuda os preços
Por: -Leonardo Gottems
398 acessos

A área plantada de algodão no Brasil na safra 2018/2019 deve aumentar para 1,2 milhão de hectares, a maior superfície desde 2012, segundo previsão não-oficial do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A razão para o possível aumento de área são os preços altos e a demanda doméstica.

Se confirmada a superfície, a produção é prevista para chegar a nove milhões de fardos ou 1,95 milhão de toneladas – o que é um aumento em relação as 1,8 milhão de toneladas registradas na safra anterior. As exportações de algodão deve incrementar-se, atingindo 4,6 milhões de fardos com um milhão de toneladas para a temporada atual como resultado de uma maior oferta exportável.

Para o órgão norte-americano, o Brasil continuará dependendo das exportações e as melhorias de qualidade continuarão atraindo os compradores internacionais. Para a temporada 2018/2019, o consumo total deve aumentar para 3,45 milhões de fardos ou 751 mil toneladas em função da esperada melhora da economia.

Ainda segundo o USDA, o Mato Grosso deve seguir liderando a produção nacional com 67% da área total ou 800 mil hectares. A maior parte da superfície no estado é plantada como uma segunda safra começando em Janeiro. “A crescente importância do algodão como segunda safra no Mato Grosso é devida ao maior lucro, melhora da tecnologia em variedades de sementes e melhor controle de pestes e doenças”, concluiu o órgão. Já a Bahia deve ter uma área planta de 275 mil hectares, motivada principalmente por bons preços e alta demanda.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink