Produção de grãos terá aumento de 3,4% em MT
CI
Agronegócio

Produção de grãos terá aumento de 3,4% em MT

O tímido resultado regional ainda está ameaçado pelo excesso de chuvas
Por:

Mato Grosso terá um aumento de 3,4% na produção de grãos na safra 2006/2007, o segundo pior desempenho no ranking dos campeões no país, perdendo apenas para o Rio Grande do Sul, com queda estimada em 1,9%. Os dados constam no 5º levantamento da safra nacional de grãos, divulgado nessa quinta-feira (08-02) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O tímido resultado regional ainda está ameaçado pelo excesso de chuvas, que já faz com que a Conab reconsidere a expectativa de colheita em fevereiro de 45% da soja cultivada no Estado.

O atraso na colheita da oleaginosa aumenta proporcionalmente o risco de perda na produtividade com o fenômeno conhecido como soja ardida, com o excesso de umidade que aos poucos deteriora a qualidade do grão. Conforme a apuração da Conab, Mato Grosso deverá colher nesta safra 15,273 milhões de toneladas de soja ante 15,877 milhões de toneladas no ano agrícola anterior, redução de 3,8%.

A safra de grãos mato-grossense deve acumular 22,488 milhões de toneladas contra 21,758 milhões de toneladas em 2005/2006, avanço tímido, mas que ainda garante a segunda colocação no ranking nacional. O volume físico é o resultado de uma equação em que impera a alta na produtividade média entre as culturas, de 9,4%, sobre o recuo na área plantada, com queda de 5,5%. A expectativa é que a produtividade chegue a 3,066 mil kg ante 2,803 mil kg por hectare na safra anterior. A área plantada no ano agrícola 2006/2007 é de 7,333 milhões de hectares contra 7,761 milhões de hectares na safra 2005/2006.

O gerente de Levantamento e Avaliação de Safras da Conab, Eledon Pereira de Oliveira, admite que o quadro de chuvas que assola várias regiões do Estado é o fator mais preocupante no "raio X" da safra de grãos em todo o país. "Fatores climáticos são os únicos pontos que podem ameaçar o Brasil de conquistar o recorde nesta safra e em Mato Grosso já está retardando a colheita em algumas localidades. Por isso, as estimativas de colheita e da própria produção, principalmente da soja, podem mudar".

O especialista pontua que diferente das fortes chuvas que recaem sobre o Estado nos últimos dias, o cenário de um modo geral é de clima favorável nos demais pólos produtores espalhados pelo país. Oliveira reforça que isso estimula o Brasil a alcançar a melhor safra de grãos de todos os tempos, com expectativa de produção de 126,4691 milhões de toneladas.

"O clima no contexto geral hoje está muito bom, semelhante ao que aconteceu na safra 2003/2004". Naquele ano agrícola a produção nacional atingiu 119,114 milhões de toneladas de grãos. O Paraná desponta como o maior produtor do país na safra 2006/2007, com 26,801 milhões de toneladas e alta de 6,8% no volume físico ante a safra 2005/2006, quando o Estado registrou uma produção de 25,087 milhões de toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink