Produção de orgânicos cresce entre famílias de Santa Clara do Sul
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,632 (-1,41%)
| Dólar (compra) R$ 5,51 (-1,34%)

Imagem: RAFAEL SIMONIS/DIVULGAÇÃO

AGRONEGÓCIOS

Produção de orgânicos cresce entre famílias de Santa Clara do Sul

Cerca de 20 famílias cultivam desde hortaliças até frutas e legumes
Por:
969 acessos

Incentivar a produção e o consumo de alimentos saudáveis no município. É com este propósito que o governo municipal implementou o programa Santa Clara Mais Saudável. Passados três anos, a iniciativa se fortaleceu e hoje oportuniza vários benefícios à população e garante renda a 20 famílias que participam diretamente do programa.

No momento, vários produtores estão investindo na ampliação da estrutura em suas propriedades. São mais de 1.000 metros quadrados de estufas em construção com o objetivo de aumentar a diversidade de produtos e possibilitar o cultivo em praticamente todas as épocas do ano.

Marcelo Eckhardt, de Nova Santa Cruz, iniciou a construção da terceira estufa. A estrutura será usada principalmente para cultivar tomates, physalis e outras variedades ainda pouco produzidas no município. Outro investimento previsto é na produção de uvas, numa área aproximada de 6 mil metros quadrados.

Outro integrante do programa que investe na implantação de uma estufa em sua propriedade é o produtor Elson Allgayer. As obras na estrutura já estão em andamento. "Entre os produtos que quero plantar na estufa estão alface, rúcula, tomate, beringela, pimentão, morango, physalis, pepino e vagem", conta ele, cujo investimento possibilitará uma maior sazonalidade e variedade de produtos.

De acordo com a coordenadora do programa Santa Clara Mais Saudável, Daiana Bald, esses investimentos são um reflexo do fortalecimento da produção orgânica no município, que se tornou referência nesse tipo de produção. "O cultivo em estufas, num ambiente protegido, ameniza os problemas da sazonalidade das hortaliças e permite ao produtor cultivar com uma qualidade ainda maior, em qualquer época, obtendo melhor remuneração na atividade", observa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink