Produção de ração na UE deve cair 2,2%
CI
Imagem: Pixabay
MUNDO

Produção de ração na UE deve cair 2,2%

A diminuição da demanda impactou toda a cadeia de abastecimento
Por: -Leonardo Gottems

A produção de alimentos compostos para animais da União Europeia (UE 27 + Reino Unido) para animais de criação em 2020 é estimada em 161,4 milhões de toneladas, uma redução de 2,2% em relação a 2019, de acordo com dados de previsão fornecidos pelas Federações Europeias de Fabricantes de Alimentos Compostos (FEFAC). O relatório, divulgado em 5 de novembro, disse que todas as principais categorias de alimentos devem diminuir, principalmente como resultado do impacto indireto combinado da COVID-19 que afeta a demanda do consumidor por produtos de origem animal e os efeitos diretos da propagação de doenças animais. 

A produção de ração, que se estima diminuirá 2,9% em relação ao ano anterior, é a que mais sofre com as medidas COVID-19 aplicadas durante a primeira e segunda vagas, em particular o encerramento da cadeia HORECA (Hotel / Restaurante / Catering), de acordo com a FEFAC. 

A diminuição da demanda por cortes mais caros de carne, como vitela, carne fresca e produtos lácteos de valor agregado, impactou toda a cadeia de abastecimento. Os agricultores reduziram o uso de rações compostas em suas proporções de alimentação, a fim de reduzir a produção de leite e retardar o crescimento do gado. Isso foi apenas parcialmente compensado pelo aumento da demanda na Europa Oriental, onde as condições de seca levaram a colheitas de forragem ruins, disse a FEFAC. 

No que diz respeito à produção de ração para suínos na UE, a FEFAC prevê uma redução de 1,1%. A propagação da febre suína africana desencadeou a proibição de importação chinesa de carne de porco da Alemanha. A Espanha pode substituir apenas parcialmente a Alemanha na exportação para a China, devido à capacidade de produção limitada, disse o relatório. 

A produção de ração para aves deve diminuir 2,7% após vários anos de aumentos constantes, mostrou o relatório. O setor avícola reagiu às medidas de bloqueio da COVID-19 lançadas na primavera de 2020 reduzindo sua produção, levando a uma demanda significativamente menor por ração para aves. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink