Produção e venda de químicos sobre novamente
CI
Imagem: inpEV
MERCADO

Produção e venda de químicos sobre novamente

O índice de produção subiu 0,65%
Por: -Leonardo Gottems

A produção e as vendas internas de químicos de uso industrial tiveram em agosto o terceiro mês de resultado positivo consecutivo, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). No entanto, essa retomada não reverte trajetória negativa do ano e importados representam quase metade do consumo interno.  

Nesse cenário, o índice de produção subiu 0,65% e o de vendas internas apresentou alta de 6,96% em agosto, ambos sobre o mês anterior, acumulando nos últimos três meses, de junho a agosto, altas expressivas, de 29% e de 56,9%, respectivamente. “Em relação a igual mês do ano passado, a produção teve crescimento de 3,21% e as vendas internas subiram 15,66%, o melhor resultado para o mês em 13 anos de análise. Já o consumo aparente nacional (CAN), que mede o resultado da soma da produção mais importação excetuando-se as exportações, medido em toneladas, teve alta de 8,4%, no mesmo período de análise”, disse a Associação, por meio de sua assessoria de imprensa. 

O nível de utilização da capacidade instalada também registrou significativa melhora, alcançando 78% em agosto de 2020, o melhor resultado desde março de 2019 e nove pontos acima do patamar de igual mês do ano passado. “Esse resultado é puxado pela retomada da atividade econômica, dos movimentos de recomposição de estoques nas diversas cadeias e o início do terceiro trimestre do ano, tipicamente o mais forte para a indústria química”, explica a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello Ferreira. 

“Os preços dos produtos químicos no mercado interno estão sendo impactados principalmente pela valorização do dólar no mundo e no Brasil, além das oscilações dos preços no mercado internacional, influenciados pela alta recente do petróleo e da nafta petroquímica, recuperando parcialmente as perdas alcançadas no auge da pandemia, quando o petróleo chegou a cair para níveis inferiores a US$ 20/barril”, completa a diretora da Abiquim. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink