Produção leiteira do Sudoeste foi tema de encontro em Francisco Beltrão/PR

Agronegócio

Produção leiteira do Sudoeste foi tema de encontro em Francisco Beltrão/PR

No Sudoeste são cerca de 50 mil estabelecimentos agropecuários
Por: -Guilherme Zimermann
2697 acessos

Produtores, representantes de entidades e lideranças do setor estiveram reunidos em Francisco Beltrão, Sudoeste do Paraná, nesta quinta-feira (25), para discussão de estratégias e soluções para entraves que afetam a sustentabilidade e a rentabilidade da bovinocultura de leite na região. Participam do encontro, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado, Norberto Ortigara, e o presidente da EMATER (Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural), Rubens Niederheitmann.

Juntamente com a Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste), Agência de Desenvolvimento Regional e Senar (Serviço Nacional de Apredizagem Rural), o Sistema Estadual de Agricultura implementou o programa Leite Sudoeste, que abrange os 42 municípios da região.

Através do programa, os produtores profissionalizam a atividade, com o uso de tecnologias e da orientação para uma gestão mais eficiente das propriedades, por meio de técnicos que fazem parte do projeto. São 294 famílias integrantes, que, segundo a EMATER, passaram de uma produção média de 10 litros/dia para 14 litros/dia por animal, evolução obtida com mudanças nos sistemas de manejo do rebanho, investimento em genética e cuidados com a pastagem.

No Sudoeste são cerca de 50 mil estabelecimentos agropecuários, sendo que 30 mil trabalham com bovinocultura de leite. A produção anual da região chega a 1,18 bilhão de litros com uma receita estimada de R$2 bilhões.

O município de Palmas foi contemplado no final de 2014, quando seis propriedades foram escolhidas pelo Conselho Municipal de Agricultura para serem beneficiadas pelo programa. O município recebeu R$ 22 mil que foram destinados à melhorias nas propriedades escolhidas, com bebedouros, adubação de pastagens, correção de solo, entre outros pontos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink