Alho

Produtores de alho se reúnem em Flores da Cunha para discutir importação

Ao menos 300 milhões de quilos de o bulbo são consumidos por ano no Brasil
Por:
22 acessos

Olericultores de todo o País estarão reunidos nesta sexta-feira, em Flores da Cunha, no 30º Encontro Nacional dos Produtores de Alho, para discutir temas como a importação do produto da China, Argentina e Espanha. Dados das associações do setor indicam que 300 milhões de quilos do bulbo são consumidos por ano no Brasil, sendo 45% nacionais e 55% importados.

A preocupação maior é defender a manutenção da atual taxa antidumping, que vigora até 2018, e da Tarifa Externa Comum (TEC) de 35% sobre o produto. “Não seremos autossuficientes na produção de alho, mas precisamos destas medidas para manter o equilíbrio de preços”, afirma Olir Schiavenin, presidente da Associação Gaúcha de Produtores de Alho (Agapa).

No Rio Grande do Sul, a produção de alho é de cerca de 16 mil toneladas por ano, 11.9% do total nacional. Segundo Schiavenin, metade deste volume é consumida no Estado. O restante vai para outras unidades da federação. A média de consumo nacional é de 1,5 quilos per capita. “Toda a safra gaúcha atende apenas um mês da demanda brasileira”, diz. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink