Produtores precisam estar preparados para crescente demanda
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Produtores precisam estar preparados para crescente demanda

Equipar lavouras com novas máquinas, aeronaves, investir em drones e segurança
Por:

O consórcio de veículos pesados, no qual estão inseridos implementos e máquinas agrícolas, bateu recorde em 2021. De acordo com a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios),  a eles foram disponibilizados quase R$ 8 bilhões em créditos, respondendo por 17,6% do total de créditos comercializados pelos consórcios, aumentando em 4,8 pontos percentuais sua participação no total do Sistema. Esse é o maior volume já vendido por esse segmento do consórcio, com um total de 50.619 consorciados contemplados no ano passado.

De janeiro a agosto de 2021, 61,7% dos contemplados optaram por comprar tratores e 11,1% colhedeiras, sendo que 66,5% adquiriram máquinas novas. O valor médio do crédito foi de R$ 207 mil. A região Sudeste representa a maior fatia dos consorciados no segmento de máquinas agrícolas, com 41,7%, seguido do Sul (24,4%) e Centro-Oeste (20,5%).

Impulsionador do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado e apontado por especialistas como único motor da economia em 2022, o agronegócio pode ser protagonista da economia neste ano, impactando positivamente os investimentos no setor. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 2022 iniciou com saldo positivo de US$ 7,7 bilhões na balança comercial do agronegócio.

Confira abaixo algumas opções oferecidas pelo consórcio e que podem beneficiar os produtores a estarem preparados para a crescente demanda do mercado:

1) Aquisição de máquinas e implementos agrícolas

Tratores de rodas e esteiras, implementos agrícolas ou rodoviários, colheitadeiras e cultivadores motorizados estão entre os principais bens adquiridos pelo consórcio. Com isso, produtores rurais e empresas do segmento vêm priorizando a tecnologia embarcada, com mecanismos de autofinanciamento como o consórcio. 

2) Imóveis e instalações

Através do consórcio de imóveis é possível planejar a construção de galpões, silos e outras instalações, como áreas de confinamento e reprodução nas propriedades.

3) Compra de aeronaves

É comum também aqueles que fazem consórcios para aquisição de aeronaves, especialmente as voltadas ao manejo da lavoura, como a aplicação de fertilizantes, sementes, pulverização de defensivos e combate às pragas e até incêndios.

4) Drones e segurança

Outra opção recorrente entre os participantes ligados ao agronegócio é a utilização do consórcio para aquisição de drones e outros equipamentos para observação, segurança e geração de energia.

5) Contratação de serviços

Com uma cota do consórcio de serviços é possível contratar serviços como de informatização de gestão e controle dos negócios e meteorologia.

“O uso do consórcio no agronegócio é uma excelente opção para os produtores. Além de máquinas e implementos agrícolas, o mecanismo possibilita planejar a aquisição de diversos tipos de bens ou contratação de serviços”, explica Lorelay Lopes, head de Negócios do UP Consórcios, fintech da Embracon. “Aliado a isso, a conjuntura tem oferecido oportunidades para modernizar e aumentar a eficiência de setores do agronegócio. De acordo com pesquisas, os drones agrícolas, por exemplo, a cada dia ganham mais espaço nas lavouras, mostrando que o mercado está a todo vapor e deve quadruplicar até 2024 a nível mundial”, completa a executiva.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.