Programa Cafés Sustentáveis certifica sete marcas em MG
CI
Agronegócio

Programa Cafés Sustentáveis certifica sete marcas em MG

As sete marcas autorizadas a usar o símbolo do programa, são produzidas por três torrefadoras mineiras
Por: -Admin

Em evento comemorativo do Dia Nacional do Café, realizado em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) apresentou as 7 primeiras marcas certificadas pelo Programa Cafés Sustentáveis do Brasil, que está sendo realizado, inicialmente, com o Conselho das Associações das Cooperativas de Café do Cerrado (Caccer), de Minas Gerais.

As primeiras marcas autorizadas a estampar na embalagem o símbolo do programa, que apresenta de forma estilizada uma árvore e um xícara, são produzidas por três torrefadoras mineiras: "Sabor do Cerrado" e "Reserva Carmelo", esta na versão torrado e moído e em grão torrado, produzida pela R.J.Baiardi, de Monte Carmelo; "Café Torrado Grão Espresso Toko", "Café Torrado Grão Astoria Real", "Café Minas Rio Espresso Grão" e "Café Torrado e Moído Astoria Real, fabricados pela Toko Ind. e Com. Exp. e Imp. Ltda., de Juiz de Fora; e "Café Cajubá", em grão torrado para espresso, marca da Icatril Ind. de Café do Triângulo Mineiro, com sede em Uberlândia.

Conforme o diretor-executivo da Abic, Nathan Herszkowicz, o objetivo do programa é atender a um segmento que já existe no exterior e que começa a crescer aqui no Brasil. "Com o Programa Cafés Sustentáveis, o consumidor tem a garantia de estar adquirindo um café que foi cultivado e industrializado corretamente, respeitando-se todos os aspectos ambientais, sociais e econômicos", explica, acrescentando que tanto as fazendas quanto as indústrias são auditadas.

De acordo com Herszkowicz, para as indústrias, o programa significa a garantia de abastecimento de café verde de qualidade, e a possibilidade de diferenciação de produto e de imagem das marcas. Para os produtores, essa parceria deverá gerar a melhoria do acesso aos mercados, a possibilidade de trabalhar com uma demanda previsível de café sustentável, e o reconhecimento como produtor com práticas sustentáveis. Para ambos, o programa resultará em agregação de valor. As informações são da assessoria de imprensa da Abic.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink