CI

Programa de manejo pode controlar psilídeo-dos-citros

A recomendação é iniciar as aplicações assim que os primeiros sinais do inseto foram detectados


Foto: David Bartels, USDA

A Sipcam Nichino Brasil lançou um programa inovador para combater a doença greening nos pomares de laranja, causada pelo psilídeo-dos-citros. O foco da estratégia é o novo inseticida Fiera e o acaricida Fujimite. O Fiera, com buprofezina como ingrediente ativo, age por contato nas ninfas do psilídeo, apresentando propriedades reguladoras de crescimento. 

A recomendação é iniciar as aplicações assim que os primeiros sinais do inseto foram detectados no pomar. O acaricida Fujimite recebeu recentemente registro para controle do psilídeo-dos-citros, sendo já utilizado com sucesso na citricultura contra indiretamente como o ácaro-da-leprose. 

À base de fenpiroximato, o agrônomo da Sipcam Nichino destaca seu modo de ação por contato e ingestão. Avaliações de campo indicam que, em diferentes doses, o Fujimite proporcionou controle do psilídeo entre 80% e 100% em três, cinco e sete dias após a aplicação.

Os resultados do novo inseticida Fiera serão divulgados em breve pela empresa, após a conclusão dos experimentos em citros. Um estudo da Kynetec Brasil revelou que os tratamentos intensificados para controlar o psilídeo-dos-citros representaram R$ 271 milhões, correspondendo a 23% do mercado total de defensivos na citricultura no ciclo 2022-23. 

As vendas de produtos para combater a praga aumentaram 42%, alcançando R$ 1,2 bilhão, em comparação aos R$ 191 milhões da safra anterior. Dados do Fundecitrus indicam um aumento de 56% na presença do greening nos pomares de São Paulo, passando de 24,4% em 2022 para 38,06% em 2023, com relatos de prejuízos de até R$ 3,5 milhões em algumas fazendas.
 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.