Programa GQC revoluciona fazenda leiteira em Piedade do Rio Grande (MG)
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,162 (0,92%)
| Dólar (compra) R$ 5,58 (-0,64%)

Imagem: Marcel Oliveira

PECUÁRIA LEITEIRA

Programa GQC revoluciona fazenda leiteira em Piedade do Rio Grande (MG)

“O GQC me auxiliou a enxergar as riquezas que a propriedade tem, mas não conseguíamos ver."
Por:
211 acessos

O médico veterinário e produtor rural de Piedade do Rio Grande, no Campo das Vertentes, Marcos Helvécio Monteiro Júnior, é taxativo: “O GQC me auxiliou a enxergar as riquezas que a propriedade tem, mas não conseguíamos ver. Passamos a planejar melhor os rumos necessários para o aumento da produção aliando à alta do lucro”. Ele participou do Programa Gestão com Qualidade em Campo (GQC) entre junho e setembro do ano passado e os resultados na Fazenda Taboão são evidentes.

Após a construção de uma pista de trato para 70 vacas em lactação, a produção leiteira cresceu. “Em três dias de uso da pista de trato, registramos aumento de 1,5 litros por vaca. Em abril, a média de produção diária por vaca era de 16,5 litros. Atualmente, é de 19,4 litros. Nossa produção diária total passou de 1.100 litros para 1.450 litros”, relata o produtor. Também foi construído o espaço para o pré-parto.

“Na área administrativa, passamos fazer anotação de gastos e, principalmente, planejar. Comecei a planejar o que precisa ser feito daqui a um tempo, como necessidade de silagem, quantas vacas vou ter em lactação daqui a três meses, por exemplo. Além disso, temos cuidado para ter animais mais saudáveis, a fim de que consigamos agregar no momento da venda”, explica o produtor.

“O GQC transforma vidas”

Para o gerente de negócios do Sicoob Credivertentes, Rogério Ladeira Franco, parceiro do Sistema FAEMG/SENAR/INAES no Campo das Vertentes, “o GQC transforma vidas. Como gosto de dizer, o Programa mexe primeiro com a cabeça e, a partir daí, mexe com as mãos, os braços, pernas etc. Quando finalizamos cada edição do GQC, fica a sensação de dever cumprido”.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Piedade do Rio Grande, Alex Sander Monteiro, os resultados são uma vitória inclusive para o município. “Trata-se de uma cidade pequena, com cinco mil habitantes, sendo três mil na área urbana. Mas temos um sindicato atuante e a parceria com o Sicoob Credivertentes nos possibilitou trazer o GQC para cá. Já estamos vendo a diferença após a gestão implantada.”

O GQC no município foi realizado por meio da parceria entre o Sindicato dos Produtores Rurais de Piedade do Rio Grande, o Sistema FAEMG/SENAR/INAES e o Sicoob Credivertentes, com mobilização de Kelson Pablo Almeida Nogueira.

Gestão para resultado

“O Programa trata da gestão do negócio, passando por várias fases. Uma delas envolve traçar o diagnóstico da empresa, quando o proprietário toma ciência do valor que ele tem na mão e o desfrute, que geralmente está baixo porque a propriedade não é vista como uma empresa. Outra fase é a definição da missão da empresa. Há também o planejamento, que deve ser feito a curto, médio e longo”, explica o instrutor do GQC, Bernardo Faria de Barros.

Segundo ele, ao longo dos encontros, o produtor rural aprende que produção, finanças, comercialização e marketing e recurso humanos devem “andar juntos”. “A área que tiver com deficiência vai delimitar o sucesso do negócio. O GQC oferece um olhar holístico, além de trabalhar as relações interpessoais. Por meio do Programa, o produtor aprende a tomar decisão em cima de números, ou seja, gestão para resultados.”

Bernardo ressalta sua satisfação ao verificar casos de sucesso como o de Marcos Helvécio. “Ele planejou e executou as mudanças. Está de parabéns. É muito gratificante fazer parte disso.”

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink