Projeto entre Embrapa Rondônia e parceiros beneficia comunidade

Agronegócio

Projeto entre Embrapa Rondônia e parceiros beneficia comunidade

Definir um plano de desenvolvimento sustentável e otimizar o processo de produção agrícola na comunidade
Por:
5 acessos

Definir um plano de desenvolvimento sustentável e otimizar o processo de produção agrícola na comunidade. Estes são os principais objetivos da parceria firmada entre Embrapa Rondônia , prefeitura do município de Porto Velho e Sindicato dos Trabalhadores Rurais para a localidade de Niterói, comunidade ribeirinha do rio Madeira. A comunidade integra a Associação dos Produtores e Criadores do Baixo Madeira (Asprocribama), que também engloba as comunidades de Maravilha, Remanso Grande e Cuniã. A associação é constituída por 56 famílias de produtores que praticam a agricultura familiar. Cerca de 70% dos agricultores cultivam a mandioca para a produção de farinha, que é comercializada em feiras livres, como a do Cai n’água, mercados e exportada para Manaus.

As principais cultivares comercializadas são a Pirarucu, 14 Palmo e a conhecida como “amarelona”. A produção mensal gira em torno de 4.530 kg. Os problemas detectados pelos pesquisadores da Embrapa Rondônia (Porto Velho-RO) são a carência de tecnologias, ausência de apoio na aquisição de maquinários e dificuldade no escoamento da produção. A banana é outra cultura de interesse da comunidade, mas a incidência de doenças tem inviabilizado a produção da cultura. O pesquisador Rogério Sebastião Corrêa da Costa, da área de Ciência do Solo, considera a assessoria técnica da Embrapa Rondônia, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, fundamental para a disponibilização de tecnologias que possam propiciar respeito ao meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida dessas comunidades.

METAS O pesquisador José Orestes Merola de Carvalho, da área de Fitotecnia da Empresa, se propôs a desenvolver um trabalho de manejo e recuperação do solo. A realização de palestras e cursos, a implantação de unidades de observação avaliando novas cultivares de mandioca e o repasse de orientações técnicas necessárias serão as estratégias utilizadas. Em relação à cultura da banana, o engenheiro agrônomo Zenildo Ferreira Holanda Filho irá implantar unidade de observação com o objetivo de testar variedades resistentes às doenças, além de realizar treinamento e fornecer todas as orientações técnicas necessárias sobre a cultura.

O representante da prefeitura de Porto Velho Leonardo Sarcio e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Porto Velho, Pedro Bordalo, irão auxiliar a comunidade na obtenção de financiamentos, regularização fundiária, INSS, comercialização, melhoria de qualidade e outros. Outras informações podem ser obtidas junto à assessoria de comunicação social da Embrapa Rondônia pelo telefone (69) 225-9387 ou pelo e-mail sac@cpafro.embrapa.br .


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink