Propriedades/BA livres de Brucelose e Tuberculose recebem certificação
CI
Agronegócio

Propriedades/BA livres de Brucelose e Tuberculose recebem certificação

Ato acontecerá durante a Fenagro
Por:
Quatro propriedades baianas receberão a certificação de área livre de Brucelose e Tuberculose na Fenagro. A entrega será realizada nesta quinta-feira (01), às 11h, no Parque de Exposições de Salvador com as presenças do secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, da superintendente Federal da Agricultura, Virgínia Hage, e do diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres, entre outras autoridades. O programa de certificação de propriedades livres para Brucelose e Tuberculose, de âmbito nacional, foi iniciado na Bahia em 2009 e tem como objetivo conseguir a adesão de todas as propriedades da cadeia leiteira do Estado.


No total o Estado possui 16 fazendas certificadas pelo Ministério da Agricultura (MAPA) e Secretaria da Agricultura (Seagri), por meio da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). Essa certificação, principalmente para a agricultura familiar, significa qualificação do leite produzido em condições de competitividade com novos mercados, explica o secretário Eduardo Salles, lembrando que a Bahia é o primeiro Estado do nordeste e o terceiro do Brasil com o maior número de propriedades certificadas como Área Livre de Brucelose e Tuberculose.

A estratégia da Adab é criar áreas com propriedades livres fornecedoras de produtos certificados. A conseqüência imediata é a geração de emprego, a garantia de animais saudáveis e a oferta de um produto qualificado para a população, destaca o diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres.


A próxima etapa é organizar as indústrias de laticínios para processarem leite originário apenas de propriedades certificadas. Esta é mais uma contribuição para a construção de uma pecuária igualitária, forte e em conformidade com as determinações do Governo Federal. Queremos ver os produtos baianos ultrapassarem as barreiras internacionais e conquistarem seu lugar no mercado externo, aponta o diretor de Defesa Sanitária Animal da Adab, Rui Leal.

Já a coordenadora do Programa de Brucelose Tuberculose na Bahia, Luciana Ávila, salienta que a sanidade dos rebanhos e a qualidade dos produtos lácteos baianos é um assunto de interesse do Estado e dos produtores. A produção de leite na Bahia pode ter um efeito impactante no comércio internacional, mas, antes disso, é necessário o compromisso dos pecuaristas quanto à adesão ao programa para garantir um produto qualificado e saudável para a população.


O produtor que pretende iniciar o processo de certificação como propriedade livre de Brucelose e Tuberculose deve ir até um dos 428 escritórios locais da Adab, preencher um requerimento de adesão ao programa. No momento da inscrição ele receberá todas as informações sobre os procedimentos para o processo de certificação de sua propriedade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.