Provas de ganho de peso a pasto com zebuínos ganham estímulo
CI
Agronegócio

Provas de ganho de peso a pasto com zebuínos ganham estímulo

Objetivo é selecionar animais de alto valor genético capazes de imprimir melhorias nos rebanhos
Por:

As provas de ganho de peso a pasto realizadas com animais das raças zebuínas, com ênfase para o nelore, têm proliferado nas principais regiões de criação pecuária. O estímulo vem da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), que instituiu novo ranking com o objetivo de valorizar processos diferenciados de seleção e aprimoramento das raças zebuínas, criando alternativa aos sistemas de seleção tradicional que ocorrem em exposições e outros processos.

Em Goiás, pelo menos quatro provas de ganho de peso a pasto já são realizadas, duas delas conduzidas na Embrapa Arroz e Feijão, por meio do Programa de Integração Lavoura/Pecuária, em parceria com o Programa Nelore da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto. As outras duas são a prova da Fazenda Laçador, em Quirinópolis e a outra o Grupo Provados a Pasto, que reúne quatro tradicionais criadores de nelore no Estado de Goiás.

De acordo com a zootecnista Vanessa Barbosa, consultora do Programa Nelore da USP que atua na Embrapa Arroz e Feijão em Santo Antônio de Goiás, as provas de ganho de peso a pasto abrem oportunidades para que maior número de criadores tenha os animais avaliados e testados, mesmo sem participar de exposições e mostras.

Quando apresentam bom desempenho nas provas, os animais selecionados são muito valorizados, comercializados por bons preços em leilões e, às vezes, são contratados pelas centrais de inseminação. Para os compradores, é a certeza de adquirir animais de alto padrão genético, com exame andrológico, com avaliações das características de crescimento, reprodutiva e de carcaças, além de rigoroso cronograma sanitário.

As provas

Na Embrapa Arroz e Feijão, o Teste de Desempenho de Touros Jovens avalia animais das raças nelore e brahman. Em 2006, a prova começou no dia 6 de junho e será encerrada em 27 deste mês. Os melhores animais serão preparados para o leilão da Embrapa, marcado para setembro.

A pré-seleção dos animais é feita nas fazendas, sendo que cada participante pode apresentar de 10 a 20 animais com idade entre 7 e 10 meses. Na atual temporada estão participando 45 criadores de 7 Estados, totalizando 131 animais. O teste de desempenho dura 294 dias, em condições de pasto e, ao final da prova, faz-se o ranking selecionado-se os melhores.

Este ano, a Embrapa vai iniciar outra prova de ganho de peso, desta feita em regime de confinamento. O início está marcado para dia 5 de junho deste ano, com término previsto para 20 de novembro. Vanessa Barbosa informa que serão avaliados 100 animais de diversas propriedades. Tanto o teste de touros jovens quanto a prova em regime de confinamento são oficializadas pela ABCZ.

A prova de ganho de peso a pasto Provados da Laçada, realizada na Fazenda Laçada, pertencente ao criador Luís Humberto Consoni Guimarães, tem acompanhamento dos técnicos da Embrapa. São 104 animais em avaliação, dos quais 66 puros de origem (PO) e 38 livro aberto (LA). Os testes tiveram início em 31 de julho de 2006 e serão encerrados em 21 de maio deste ano. Alguns dos melhores animais serão leiloados em setembro no remate da Embrapa.

Provados a pasto

Outra prova de ganho de peso a pasto de grande importância realizada em Goiás é o Grupo Provados a Pasto, formado em 1977 pelos criadores Nana Guimarães, Elza Guimarães, Humberto de Freitas Tavares e Fernando Lemos Guimarães. A avaliação é realizada em quatro etapas ao longo do ano. A prova é realizada nas fazendas Camapuã (Palestina de Goiás), Sucuri (Jussara), Jacaré (Paranaiguara) e Fazendinha (Quirinópolis).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink