Ração não transgênica apresenta preocupações de custo
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MUNDO

Ração não transgênica apresenta preocupações de custo

Taxa de adoção dos EUA é de 92%
Por: -Leonardo Gottems

Os custos potenciais do aumento do uso de rações produzidas sem ingredientes geneticamente modificados (GM) se chocariam com as demandas concorrentes do aumento dos preços dos alimentos, preocupações com gases de efeito estufa e outras metas ambientais e de sustentabilidade, de acordo com um novo estudo liderado pelo Instituto de Educação e Pesquisa Alimentar (IFEEDER). 

Financiado pelo IFEEDER, Dairy Management Inc., MFA Inc., National Corn Growers Association, US Poultry and Egg Association e outros parceiros, pesquisadores da Iowa State University e Decision Innovation Solutions, o estudo investigou os potenciais impactos econômicos e ambientais que A produção de ração livre de transgênicos poderia ter nas fazendas, nos elevadores de grãos e nas fábricas de ração. 

“A pesquisa descobriu que mudanças sistêmicas em larga escala seriam necessárias para acomodar o aumento da produção de grãos não transgênicos no manuseio de grãos, pois o manuseio de dois fluxos de produtos diferenciados se desvia do sistema de commodities de alto volume desenvolvido nos Estados Unidos”, observou o estudo. 

Com a taxa de adoção de sementes GM nos EUA (mais de 92% para milho e soja) e os benefícios nas fazendas de características GM (desde mão de obra e uso de combustível reduzidos a melhores rendimentos de culturas e saúde do solo), seria necessário um prêmio significativo para atrair o retorno de uma fazenda para sementes não-GM, descobriu o estudo. 

O estudo conclui que a tecnologia de sementes GM tem benefícios ambientais e econômicos na fazenda que as sementes não GM ainda não podem atender. As características GM promovem a redução da lavoura e do uso de combustível, reduzindo assim os custos gerais e as emissões de CO 2. Para manuseio de grãos e produção de rações, um produto livre de transgênicos incorre em investimentos e custos potencialmente mais altos para segregar grãos e ingredientes não transgênicos. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.