Milho

Rally da Safra volta a campo para avaliar milho da segunda safra

Em cenário de queda da produção devido à seca, três equipes avaliarão lavouras no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná
Por:
2116 acessos

O Rally da Safra 2018, maior levantamento da safra de grãos do País, voltará a campo na segunda-feira, dia 14 de maio, para avaliar as condições das lavouras de milho da segunda safra. Diante de uma estimativa de produção de 60,2 milhões de toneladas, volume 12% inferior ao período 2016/17, e área plantada de 11,9 milhões de hectares (1% menor que a safra passada), três equipes técnicas estarão em campo até 8 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná, principais estados produtores que representam, juntos, 83% da área plantada de safrinha no Brasil.

A Agroconsult, organizadora da expedição, aponta que regiões do Paraná, sul do Mato Grosso do Sul, São Paulo, noroeste de Minas Gerais e leste de Goiás registraram período de 20 dias de seca em abril último, comprometendo o potencial de produtividade. Se a estiagem permanecer, a safra poderá ser ainda menor.

A Equipe 10 será a primeira a avaliar as condições das lavouras de milho safrinha, iniciando os trabalhos na região Médio-Norte do Mato Grosso, em Sinop, e seguirá para Sorriso e Lucas do Rio Verde, na região da BR-163, finalizando a etapa na capital do Estado. Segundo a Agroconsult, as lavouras do Médio-Norte estão em excelentes condições e apenas no Sudoeste do Estado o clima tem sido irregular. A estimativa preliminar do Rally da Safra para o Mato Grosso – principal produtor de milho - é de uma produção de 26,9 milhões de toneladas, com queda de 9% em relação à safra passada. A área plantada é estimada em 4,6 milhões de hectares, com crescimento de 2% sobre a safra 2016/17.

Em Sorriso, será realizado na terça-feira, dia 15, um evento técnico regional voltado a produtores e profissionais do setor. No encontro, com apoio da Coacen (Cooperativa Agropecuária e industrial Celeiro do Norte), será traçado o cenário dos mercados de soja a partir dos resultados colhidos em campo pelos técnicos do Rally e as perspectivas de milho safrinha. O trabalho da expedição entre os meses de janeiro e março permitiu confirmar novo recorde de soja, tanto de produtividade como de produção.

“Será um momento de debate, construção de conhecimento e de retribuirmos aos produtores toda a informação coletada em campo, além de uma oportunidade de reuni-los para troca de informações e interação com os técnicos das empresas patrocinadoras”, afirma André Debastiani, sócio-analista da Agroconsult e coordenador da Equipe 10 da expedição.

Roteiro

Nesta 15ª edição do Rally são 12 equipes em campo, das quais nove avaliarão as lavouras de soja até o mês de março. Outras três vão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá em 500 municípios nos 13 principais estados produtores: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins.

A expedição fará dez eventos regionais – com objetivo de divulgar dados da safra e apresentar cenários de mercado - e 30 cafés com produtores - para levantar expectativas sobre a safra da região e debater temas importantes para o setor. Diversas entrevistas com produtores e técnicos ao longo do percurso serão realizadas para validar as informações coletadas a campo. A estimativa é percorrer um total de 95 mil quilômetros neste ano, com aproximadamente 1500 lavouras amostradas e 3.000 produtores contatados.

As atividades em campo do Rally da Safra tiveram início no dia 15 de janeiro com a Equipe 1 no Mato Grosso. A Equipe 2 foi às regiões Norte e Oeste do Paraná entre 22 e 24 de janeiro. Depois seguiu para o Mato Grosso do Sul cobrindo toda a região Sul até chegar a Campo Grande, finalizando a etapa no dia 27 de janeiro.

De 29 de janeiro a 3 de fevereiro, a Equipe 3 esteve na região do Sudoeste de Goiás e no Sudeste do Mato Grosso para fazer o levantamento das lavouras de ciclo precoce da soja. Já a Equipe 4 retornou ao Mato Grosso para avaliar a soja de ciclo médio e tardio na região do Médio-Norte do estado. A Equipe 5 foi ao Nordeste do Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado.

Em seguida, a Equipe 6 percorreu Goiás e Minas Gerais entre os dias 5 e 9 de março. Técnicos da Equipe 7 estiveram nas regiões de Holambra, Itapetininga, Paranapanema, Capão Bonito e Itapeva, em São Paulo, e depois seguiram para o Centro e Sudoeste paranaense. A Equipe 8 avaliou as lavouras no Sul do Brasil nas regiões de Chapecó (SC), Palmeiras das Missões, Santa Rosa, Cruz Alta e Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Já a Equipe 9 finalizou a etapa de soja no Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia.

Organizado pela Agroconsult, o Rally da Safra 2018 chega à 15ª edição com patrocínio do Banco Santander, FMC, Monsanto, VLI, Amarok / Volkswagen, com apoio da FIESP, Fundação Agrisus, Markel Seguros e WebMotors.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo site www.rallydasafra.com.br, com informações atualizadas diariamente no www.twitter.com/RallydaSafra e www.facebook.com.br/RallydaSafra

Evento em Sorriso (MT)

Data: 15 de maio (terça-feira)

Horário: 18h

Local: Coacen Cooperativa

Endereço: MT-242, 195 - Loteamento Valo - Sorriso

Faça sua inscrição: http://form.rallydasafra.com.br/6f2c462f6e4c28883b5b

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink