Reação à crise mundial só a longo prazo
CI
Agronegócio

Reação à crise mundial só a longo prazo

Dr. Argemiro Luís Brum, fala sobre um consistente movimento iniciado pelas principais economias do mundo, através de seus bancos centrais, na busca de medidas para conter a crise
Por: -Janice

O professor da Unijuí e colunista do portal Agrolink, Dr. Argemiro Luís Brum, fala sobre um consistente movimento iniciado pelas principais economias do mundo, através de seus bancos centrais, na busca de medidas para conter a crise. Para o colunista, só o tempo dirá se tal medida será suficiente para a dimensão desse abalo no setor financeiro.

Contudo, Brum traz algumas questões sobre os caminhos desta reação. Neste caso, estatizar temporariamente instituições financeiras. Segundo o colunista, uma das conseqüências, especialmente na economia real é que “mesmo com a forte irrigação de recursos indicada pelos bancos centrais, a liquidez geral tende a diminuir, isso ocorrendo, o custo do dinheiro será maior e os investimentos produtivos serão mais caros, devendo igualmente diminuir”.

Em uma segunda abordagem sobre o tema, Brum deixa claro sua sugestão. “Para dar maior dinamicidade à economia, diante da crise, o melhor seria reduzir o juro básico ou, pelo menos, estagná-lo”. Entretanto ele frisa, “mesmo com o atual socorro mundial, supondo que o mesmo venha a encaminhar um início de solução, não é possível pensar uma retomada da economia global, que recupere o estágio passado, antes de um a dois anos”.

Para ler a coluna completa de Argemiro Luís Brum, clique aqui


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.