Reavaliação do imidacloprido entra em Consulta Pública

AGROQUÍMICOS

Reavaliação do imidacloprido entra em Consulta Pública

Ibama elaborou um parecer técnico através do método de Avaliação de Risco Ambiental
Por: -Leonardo Gottems
7575 acessos

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) abriu prazo para contribuições à Consulta Pública (CP) referente ao Parecer Técnico que trata da reavaliação ambiental do ingrediente ativo imidacloprido para insetos polinizadores. O processo teve início, segundo o órgão governamental, em função de possíveis “efeitos adversos a abelhas observados em estudos científicos e em diversas partes do mundo”.

Atualmente a aplicação de produtos com imidacloprido está permitida, “excepcionalmente e temporariamente”, nas culturas de arroz, cana-de-açúcar, soja, trigo e algodão. As Instruções Normativas válidas no momento mantém, porém, proibida a aplicação durante o período de floração, independentemente da forma de aplicação empregada.

De acordo com o Ibama, as avaliações conduzidas indicaram que, em muitos casos, as abelhas que estavam forrageando, tanto na área da cultura tratada com esses produtos quanto fora, poderiam estar expostas à níveis de imidacloprido considerados potencialmente danosos. Isso ocorre porque o pólen e néctar (principais vias de exposição utilizadas nesta análise) da cultura tratada podem conter resíduos de imidacloprido e as plantas fora da área também podem estar contaminadas (seja pela exposição via deriva seja pela poeira de sementes tratadas).

A área técnica do Ibama elaborou um parecer técnico através do método de Avaliação de Risco Ambiental (ARA). Esse processo avalia a probabilidade de um efeito ecológico adverso ocorrer, ou estar ocorrendo, como resultado da exposição a um ou mais agroquímicos. De acordo com o Ibama, não foram usados apenas dados da literatura científica, mas uma Força Tarefa de Empresas (FTE) – com base nas exigências técnicas do Instituto – conduziu 30 estudos de resíduos considerando as doses e práticas agronômicas locais e quatro estudos de efeitos sobre as colônias.

O Ibama afirma que “não está recomendando o banimento do imidacloprido”, e que seu Parecer aponta os cenários onde se identificou ou não a hipótese de risco às abelhas. Recomendações de restrições e encaminhamentos provenientes da análise estão disponíveis no Parecer Técnico SEI 6220406, que é o objeto da Consulta Pública atual.

Leia AQUI o Parecer Técnico da reavaliação do Imidacloprido. Sugestões poderão ser enviadas eletronicamente pelo Formulário de contribuições. A consulta estará aberta até o dia 23/11/2019, correspondente a um período de 30 (trinta) dias, conforme previsto em norma. Após o término da CP, o Ibama fará a análise das contribuições e disponibilizará relatório contendo as avaliações das informações aportadas e as justificativas do posicionamento institucional.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink