Reino Unido aposta em nova uva para produzir vinho
CI
Imagem: Marcel Oliveira
ALTERNATIVA

Reino Unido aposta em nova uva para produzir vinho

Divico tem boa tolerância à geada e forte resistência a fungos, tornando-o perfeito para as primaveras frias inglesas e outonos chuvosos
Por: -Leonardo Gottems

Divico, uma nova variedade de uva que está sendo desenvolvida na Suíça, está prestes a revolucionar a indústria vinícola do Reino Unido, pois conseguiu prosperar nos climas desafiadores das Ilhas Britânicas, ao mesmo tempo que mostra uma aptidão muito boa para a produção de vinhos tintos. A maioria das uvas para vinho cultivadas no Reino Unido acabam como espumante ou vinho branco. Atualmente, cerca de dois por cento (de acordo com a associação da indústria WineGB) da produção de uvas é convertida em vinho tinto, e dessa fração, a maioria corresponde à variedade Pinot Noir. 

Divico tem boa tolerância à geada e forte resistência a fungos, tornando-o perfeito para as primaveras frias inglesas e outonos chuvosos. 

Existem mais de dez mil variedades de uvas cultivadas na Terra, produzindo incontáveis estilos de vinho. Em climas mais frios, os viticultores preferem vinhos brancos. É nas zonas temperadas, onde as estações quentes duram mais, permitindo que as uvas vermelhas amadureçam na vinha, é onde se produz a maior parte dos vinhos tintos. Pinot Noir e Divico, no entanto, são duas variedades vermelhas que podem resistir ao clima rigoroso do sul da Grã-Bretanha. Mas, ao contrário do Pinot Noir, o Divico produz um vinho pesado e encorpado e requer uma temporada muito curta para amadurecer totalmente. 

A vinícola de pesquisa NIAB EMR tem testado essa variedade em seu vinhedo de East Malling nos últimos três anos. Julien Lecourt, diretor de P&D do vinhedo, disse: "Tínhamos temperaturas de três graus negativos na primavera e estava bom." 

“Mais importante ainda, é resistente a doenças fúngicas como o bolor cinzento (botrytis cinerea), o oídio (plasmopara viticola) e o oídio (uncinula necator) que atacam as vinhas em climas mais húmidos como o nosso”, observou Lecourt. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink