Rio Grande do Sul colhe 30% do trigo e preço sobe
CI
Imagem: Pixabay
CEREAIS

Rio Grande do Sul colhe 30% do trigo e preço sobe

No Paraná, os preços continuam elevados
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com a TF Agroeconômica, a colheita de trigo no estado do Rio Grande do Sul atingiu 30% neste fim de semana, o que significa que o mercado já tem à sua disposição cerca de 600 mil toneladas, mas os negócios são lentos. “Os agricultores querem deixar os preços subirem e os moinhos estão num dilema enorme, não sabendo se compram a estes preços e tomam prejuízo de aproximadamente R$ 10,00/saca de farinha ou compram e esperam para vender a farinha mais pra frente a preços melhores, ou não compram”, comenta. 

“As empresas estão oferecendo preços de R$ 73,00/saca, equivalente a R$ 1.217,00/tonelada em Campo Novo, Chapada, Santo Ângelo e Sarandi, seguidas de R$ 71,50 (R$ 1.192,00) em Catuípe, Ijuí, R$ 71,00 em Três de Maio e R$ 70,00 (R$ 1.1667,00) na maioria das demais regiões”, completa. 

Com exceção de Pinhalzinho (R$ 72,00), todos as demais regiões pagam entre R$ 64-65,00/saca ao produtor em Santa Catarina. “Sem volume suficiente, os moinhos se voltam para o Rio Grande do Sul, onde ouviram propostas a R$ 1.300,00 FOB Ijuí ou R$ 1.220,00 FOB Giruá, nesta semana. O trigo paranaense continua sendo oferecido a R$ 1.280,00 FOB Sudoeste ou R$ 1.300 no Oeste, Campos Gerais e Norte do estado”, indica. 

No Paraná, os preços continuam elevados e o produtor segue colhendo e estocando. “Com certeza o produtor é o dono do mercado nesta safra. Retendo o produto, ele está conseguindo reduzir as disponibilidades e forçar as altas, pressionando aqueles moinhos que não tem mais estoque e que tem que pagar o preço pedido, sob pena de parar. Mas, o preço dos moinhos não fecha. Atualmente, estão com um prejuízo de aproximadamente R$ 10,00/saca na farinha de panificação, a principal produzida no estado, se não puderem contar com o preço médio de compra da safra velha”, informa. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink